Indirectas, já!

Diz o Público que a emissão online da Assembleia Legislativa da Madeira passará a ser retardada 5 minutos para “permitir o corte de cenas desprestigiantes”.

De uma região de que se diz que varre os mendigos e pobres das zonas mais turísticas para não ofender as sensibilidades forasteiras, tal decisão só pode ser vista como “coerente”.

Porém, que o presidente deste órgão, Miguel Mendonça, afirme que a medida serve para evitar “que esse senhor deputado do PND não seja comandando à distância por terceiros, que do exterior seguiam a transmissão do plenário em directo” já dá que pensar.

Não é todos os dias que o líder de uma assembleia representativa assume que os seus deputados são cyborgs telecomandados. E daí só podemos deduzir que a Madeira continua na vanguarda da democracia portuguesa, quiçá mundial.


Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to Indirectas, já!

  1. Pingback: deputado » Blog Archive » Indirectas, já!

Os comentários estão fechados.