A bola quadrada

Voltámos aos bons velhos tempos: depois da vitória moral sobre a Dinamarca, do empate supostamente injusto com a Albânia, a derrota sem apelo nem agravo contra o Brasil; como titula hoje o DN, “voltámos ao tempo da bola quadrada”. A malta andava mal habituada: finalistas do Europeu, semi-finalistas do Mundial, agora temos pela frente mais trinta anos de travessia do deserto, que é o nosso verdadeiro elemento. Tempo de acabar de vez com o mito Queirós, de falar com saudade de Scolari, esse injustiçado, e de ver futebol em paz, sem bandeirinhas nas janelas para distrair. O Mundial morreu, viva o Mundial!

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to A bola quadrada

Os comentários estão fechados.