Vai uma alegre aposta?

Há uns dias, em almoço com um dirigente do Bloco, apostei com ele que ainda veríamos Manuel Alegre como deputado independente do BE. Ele diz que não. E digo eu que nunca o PS perderia a oportunidade de ostentar por mais uma legislatura um tal exemplo de tolerância interna.
Mas estou cada vez mais convencido de que vou ganhar a aposta: o PS agora quer que o bardo irredutível preste vassalagem à linha justa. E o monumento Alegre talvez prefira ocupar uma peanha menor, mas onde a sua grandeza sobressaia mais.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 Responses to Vai uma alegre aposta?

Os comentários estão fechados.