O homem que mais sabia sobre Álvaro Lapa

Intitulei esta pequena nota “O homem que mais sabia sobre Álvaro Lapa”, porque morreu ontém o meu colega e amigo António Rodrigues, notável crítico, historiador e professor de História da Arte (FBAUL).

Dos seus livros, destaco uma importante monografia sobre o nosso proto-impressionista Henrique Pousão, os diálogos entre Duchamp e Cabanne que traduziu para a Assírio & Alvim e a sua tese de doutoramento, precisamente há pouco publicada na Assíro e intitulada “Álvaro Lapa: A Voz das Pedras”, a que conto voltar com outro detalhe.

Aqui as pinturas são de Lapa, claro; Lapa, que nunca é demais ver e rever.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.