A Sagrada Esperança aconteceu há 33 anos

Hoje celebra-se o dia mais importante para todos os angolanos: a Independência. A festa do povo deu-se na noite de 10 para 11 de Novembro quando Agostinho Neto proclamou oficialmente Angola como país independente. Foi em Luanda, entre muito fogo de metralhadoras e de todos os tipos de armas, mas com a cidade quase cercada. A Sul, as tropas sul-africanas, do regime do “apartheid”, estacionavam a 100 quilómetros. A Norte, os mercenários pagos por Mobutu, ajudados pelos Estados Unidos, também tentavam entrar na cidade.

Apesar disso tudo, a independência iria ser celebrada com a pompa que o acto merecia na tarde de 11 de Novembro. O Brasil foi o primeiro país a reconhecer o novo Estado, seguindo-se os países ditos socialistas. Portugal só o iria fazer em Fevereiro do ano seguinte, sendo o 88.º país a reconhecer a Angola independente. Estavam dados os sinais do que o futuro reservava.

No dia 11 de Novembro de 1975, Angola alcançava a primeira independência. A segunda iria acontecer 26 anos depois, com a morte do assassino e torcionário Jonas Savimbi.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

22 Responses to A Sagrada Esperança aconteceu há 33 anos

Os comentários estão fechados.