Grace in defeat


Excelente o discurso de concessão de McCain. Mesmo com a inevitável referência a Palin, o seu anjo negro nesta campanha e primeiro erro fulcral do senador do Arizona.
Imaginam algum “líder” português, de Santana Lopes a José Sócrates, capaz de admitir uma derrota desta forma elevada, sem remoer pequenas ameaças de vingança e de retorno rápido?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 Responses to Grace in defeat

Os comentários estão fechados.