Declaração de voto

No dia de hoje a atenção mundial concentra-se nos Estados Unidos da América, numa eleição que terá consequências profundas a nível global. Ao contrário do que aparenta, entendo que o centro destas eleições não será a escolha entre Obama ou McCain, mas sim a derrota da “administração Bush”.
Em apenas alguns anos de “administração Bush” – personificada por uma figura apalermada e determinada pelos interesses económicos e bélicos dominantes, conseguiu por o Mundo em recessão civilizacional. Depois dos tempos da chamada “Guerra Fria” (caracterizada por algumas tensões mundiais e por conflitos regionais e locais), nunca ninguém imaginou que pudéssemos regressar à “Guerra Justa” (bellum juste) do Império, com milhares de investidas e mortos por todo o Mundo. Por outro lado, dentro do Império, a opulência, a ganância e a corrupção, tal como outrora, foram-se instituindo de uma forma violenta esmagando ou ignorando tudo e todos os que não faziam parte das suas cúpulas. Hoje é um bom dia para recordar os mortos do Katrina ou para ver este vídeo sobre as consequências da crise do sub-prime no povo americano:

[via ecosistemaurbano.org]
Como poderão perceber, não partilho da obamomania mas também não acho que hoje seja o dia para constatarmos a falta de opções políticas nos EUA.
Caso não haja uma fraude no complicado e vulnerável sistema eleitoral americano, acredito que Obama vencerá. Caso não haja uma enorme surpresa, acredito que uma das primeiras medidas de Obama será a de varrer as últimas carcaças da “administração Bush” dos corredores da Casa Branca.
O Mundo agradece.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 Responses to Declaração de voto

  1. antonio diz:

    Nuno, give the black guy a break. Tens sempre os próximos 10 anos para arriar nele., n’est-ce pas ?
    E se ele perder, o que é uma enorme possibilidade ? Pintas a cara de branco ?
    Tem dó.

    P.S.
    Tanto me fazx o que ele dix, esperavas o quê ???
    Já agora: há quanto tempo um político (sim, um político, não um músico, não um cineasta, não um ‘artista plástico’ (whatever the f#$ck this means) te tocava assim ? Ou a ‘racionalidade’ blindou-te’ as emoções ?
    (read, Damásio, doen’t really work like this…)
    Should count for something ou não ?

  2. Tiago Mota Saraiva diz:

    António, não percebo se este comentário seria para ser colocado aqui…

  3. -Por acaso Barack Obama até pondera deixar alguns Republicanos na administração, o que revela inteligência por parte de quem ganha a presidência e conta com maioria no Congresso e no Senado.

  4. antonio diz:

    Tiago Mota Saraiva, se calhar, não.
    Pega no botão e delete-me.
    Ah, esqueci-me, este não é o teu post, pois não ?
    Espera aí, desculpa, o que tu querias ver era ‘uma crítica a séria’ ?
    Do tipo, ai que chatice, talvez haja Bradley porque a tua filha também não se casaria com um cigano com a tua aprovação ? E queres uma teoria assim elaborada de novo e agora mesmo sobre the matter at hand ? (ggogle is your friend, podes sempre copy/paste uma opinião qualquer).
    Hmmm… estou a ver mal… o que tu achas é que o meu comentário é off-topic, e portanto merece ser (escolhe aqui….).
    O nteu contributo para esta conversa é portanto…. fundamental.
    Peço perdão, deixa-me psicnalizar-te assim um bocadinho, não pagas nada:o grande problema foi perderes/gastares/usares o teu precioso tempo e não aprenderes nada ? Contribui para aumentar as tuas cataratas que o SNS demora 2 anos a laserar-te para fora ??

    Newsflash para ti: ‘todos os mistérios que te assombram encontram uma explicação decente se te meteres ao barulho’ (Tradução muito livre de Jacques Rancière quando ele se dava ao trabalho de escrever sobre Althusser, sim exactamente esse que lhe deu o ‘amok’.)

    Preciso de franzir mais a minha sobrancelha, ou já basta ?

    P.S.
    Nuno, arrisco daqui,lk e a esta hora: o nosso preto é bem capaz de perder. Estou a pensar sériamente em emigrar para a Tunísia ou assim, Tangiers is no longer available.

    P.S.S.
    Sarcasmo a mais , devia apagar… e daí não.
    Gone.

  5. antonio diz:

    Oh, Tiago, so sorry,l o post era teu… descarta o(s) comentário(s) , acidez a mais e ….
    (Se o Obama ganhar vou apitar por aqui até às 3 da manhã, os meus vizinhos que se cozam) 🙂

  6. Tiago Mota Saraiva diz:

    Não sei se Barack Obama pondera deixar alguns Republicanos na administração. Faz mal, mas acredito que o possa fazer.
    Em Portugal a lógica até está bem oleada, ganha-se o governo e nomeiam-se os outros para a CGD e afins, chama-se Bloco Central. Há que garantir que tudo fique na mesma.
    Nos EUA como só dois partidos é que podem ter representantes eleitos, a coisa ainda deve ser mais normal. Para que tudo fique na mesma.

  7. Tiago Mota Saraiva diz:

    Não percebi nada dos comentários do antonio

  8. GL diz:

    Ok, a América agradece a sua declaração de voto. Obrigadinho.
    Óh, como o Bush é mau. Obama é o paladino da Justiça. Se calhar até tem superpoderes.

    Há meses que já simpatizo com Bush por causa de posts destes. Haja pachorra.
    Maniqueísmo da treta.

    “Nos EUA como só dois partidos é que podem ter representantes eleitos, a coisa ainda deve ser mais normal.”

    De onde é que tirou esta ideia?

  9. Algarviu diz:

    Se bem percebo o que está em jogo esta noite, a escolha será entre John Obama e Barak McCain.

  10. EPÁ! O Zénuno já colocou este Vídeo aqui no 5dias!
    Se tiveres que fazer referência às fontes: que seja ao Rapaz! Já agora Coloca como nota. Aliás. O Vídeo já tem algum tempo aqui!
    Vale!

  11. http://5dias.net/2008/10/04/as-casas-perdidas-na-crise-nos-eua/
    Como vez, o zenuno colocou este vídeo à um mês!
    ( Não é por nada, mas as coisas andam na estrada virtual …)
    …………………………………
    O teu discurso sobre a derrota da “administração Bush” “parece” disparate! Ou muito me engano ou a América está a ver ali um Kennedy-Preto. Não é uma opção Política. É uma via que se abre distinta, como há muito a América não teve oportunidade de ter. Quando as teve cilindrou-as. NOTA: continua a haver – mundo fora, em PT tb – a grande doença, a doença de ELBOW! Tem cura! Chega-se a casa y partem-se os espelhos.

  12. Tiago Mota Saraiva diz:

    De facto sinto-me chocado ao olhar-me ao espelho…
    Chego aqui e, nas primeiras 48 horas, já estou a insultar os meus companheiros de blogue, não os referenciando, começando pela pessoa de que sou amigo há mais tempo…
    Shame on you, diria o antonio.
    Desculpa lá Zé! Não tinha visto o teu post, mas thank god que temos comentadores atentos.
    Aqui fica feita justiça novamente:
    http://5dias.net/2008/10/04/as-casas-perdidas-na-crise-nos-eua/

  13. Y ainda por cima não Obamas! ( eh ehe he eh eh! uerias bjinhos?? Não. Dentada! 😉 )

  14. antonio diz:

    Tiago, I´ever so sorry pelos comentários above.
    Fica isto:
    1. É claro que o Obama ‘nos vai desiludir’ (mas estavam à espera de exactamente o quê ?)
    2 . Se ele ganhar vou gastar a bateria toda do carro a buzinar — e tenho tantas ilusões sobre ele quanto os meus pais tinham sobre o Kennedy. (ou Keneddy, ou isso).
    Suponho que dá para perceber.
    Again, deleta o que está acima… ou como quiseres..

Os comentários estão fechados.