Quantos são? Quantos são?

A Coreia do Norte afirma-se pronta a deixar os vizinhos em cacos. Na Soeiro Pereira Gomes, já abriram as inscrições nas brigadas internacionalistas.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 Responses to Quantos são? Quantos são?

  1. A.S. diz:

    Mas que grande insolencia a destes Norte Coreanos, atão não querem lá ver que agora até se insurgem contra o facto das autoridades Sul coreanas nada fazerem contra a intromissão nos seus assuntos?
    Onde é que já se viu isto?
    O Luis rainha é que sabe, bem comportadinho é comer e calar, isso é que são meninos bonitos, não é oh luisinho?

  2. Luis Rainha diz:

    Claro, A.S. Da próxima vez que o vir numa manif a favor dos palestinianos, ou a angariar fundos para os refugiados do Sudão, vou exigir que as autoridades façam algo contra a “intromissão nos” “assuntos” de outros países.
    Se lhe parece que a ameaça de guerra é proporcionada e justa, estamos mesmo conversados.

  3. Algarviu diz:

    O Luis vai inscrever-se? (perguntar não ofende)

  4. pcarvalho diz:

    Onde é que estavas quando a Geórgia invadiu a Ossétia do Sul?E a do Iraque ?E a do Afeganistão?E a da Colômbia contra o povo que lá habita?E a da Iugoslávia?Andavas distraído,não?Sim,é por isso os misseis amamricanos na Polonia e na Tcheca ,não é,wise guy?E o q me dizes acerca dos amigos amaricanos irem mudar o dólar e,assim mandar a sua divida externa para cima da humanidade?E sobre o orçamento militar dessa estrela brilhante da democracia?Ná,deve seri muita areia………….Assim como assim,o melhor é comentar as tiradas das revistas do curação(!),da Maria,da Caras e do caraças.Farto,fartinho de wyse guys

  5. xatoo diz:

    para posts merdosos, comentários merdosos – do que é que estavam à espera?
    Haja esperança que alguém leia a história e determine as causas porque é que há 2 Coreias e quem foram os responsáveis depois da IIGG pela não manutenção do estatuto de um único território como herdado da colonização japonesa

  6. Luis Rainha diz:

    Não vale a pena perder a calma quando o que está em causa é aquele regime, mais a incompreensível vontade de achar que aquilo tem algo a ver com o socialismo. Seja de quem for a culpa da existência do paralelo 38, tenham quantos mísseis caído onde não deviam.

  7. A.S diz:

    Diz O Luis Rainha que o que está em causa é aquele regime…Não meu caro, o que está em causa é o direito que os povos têm de decidir o seu futuro! o que é que pretende? bombardear os norte coreanos porque não gosta do regime deles? que os americanos invadam o país?
    Ao menos podia se dar ao trabalho de tentar perceber em que contexto foram (??) proferidas as afirmações que supostamente os militares norte coreanos fizeram?
    Ou prefere aproveitar um suposto facto, para manifestar mais uma vez que em determinadas batalhas, até consegue estar ao lado do idiota do Bush?

  8. Luis Rainha diz:

    E acha portanto o amigo que os norte-coreanos têm hoje o direito de decidir o seu destino. Está bem. E como é que salta para a peregrina ideia de que eu quero que bombardeiem seja lá o que for? A coisa é mais simples: parece-me mal, péssimo, que se apoie aquele regime abominável. Ou você também só acredita nas ONGs humanitárias quando lhe dá jeito?

  9. Chico da Tasca diz:

    Esta do AS achar que os norte-coreanos têm o direito de decidir do seu futuro só pode significar uma de duas coisas : ou o homem é burro ou é mal intencionado. Ou então é o Kamarada Jerónimo disfarçado que, como se sabe é ambas as coisas.

  10. xatoo diz:

    o destino dos coreanos, quer do norte quer do sul, é a Unificação num só país (opção aliás com grande maioria nas sondagens efectuadas às populações de um lado e outro) foi isso que o Luis Rainha não percebeu

  11. silvina rodrigues diz:

    É claro que eu acho que os dirigentes norte-coreanos são useiros e vezeiros em declarações espampanantes e pouco sensatas do ponto de vista da sua leitura pela opinião pública internacional.

    Mas isso é uma coisa. E outra, lastimável, artifical e mentirosa é meter como ilustração a foto do Jerónimo de Sousa e colocar um link para o documento das Teses do PCP.

    Tivesse a, perdão, o Rainha um módico de seriedade intelectual e colocaria online todo o parágrafo das Teses em que se fala da Coreia, da China, de CUba etc. que desautorizam QUALQUER AUTOMÁTICA IDENTIFICAÇÃO do PCP com esses regimes.

    Mas voltando à Coreia, já agora o Rainha podia falar de uma coisa de que ninguém fala, sobretudo os que mais falaram do Muro de Berlim. É que todo o paralelo 38 tem a toda a largura da fronteira entre a Coreia do Norte e a do Sul um senhor MURO de vários metros de largura, em betão e fortemente armado.

    A maior parte das pessoas pensará que está na cara que foram os da Coreia do Norte que o construiram mas estão enganados: foi a Coreia do Sul com o apoio e a maçaroca dos EUA.

    Para terminar, já que o Raimnha se interessa tanto pela Coreia, talvez nos possa contar algo sobre como foi possível haver várias ditaduras militares na Coreia do Sul depois da guerra e quem foi um sujeito chamado Ri In-Mo que esteve nas prisões sul coreanas 34 ANOS ! (ver aqui http://fr.wikipedia.org/wiki/Ri_In-mo).

  12. A.Silva diz:

    Logo agora que o Bush os retirou do Eixo do Mal

  13. Silvina Rodrigues diz:

    Tenho pena que Luís Rainha ou não tenha dado por ele ou tenha assobiado para a lado quanto ao meu comentário anterior. Não porque sinta falta que me dê importância mas porque a sua resposta alguma coisa de esclarecedor deveria conter para os seus leitores.

  14. Luis Rainha diz:

    Silvina,

    Imaginará por certo que tenho uma profissão a desempenhar durante o dia. Nem sempre tenho tempo para passar a vista por todos os comentários, embora tente.
    Mas vamos lá. Ninguém aqui falou em “identificação” de coisa alguma com coisa nenhuma. Mas é um facto que as teses falam da «Importante realidade do quadro internacional, nomeadamente pelo seu papel de resistência à “nova ordem” imperialista, são os países que definem como orientação e objectivo a construção duma sociedade socialista – Cuba, China, Vietname, Laos e R.D.P. da Coreia.»
    Quem construiu o muro? E a Alemanha de Hitler, não tinha razões de queixa de outros países? Isso desculpa o quê, ao certo? E quem afirmou que a Coreia do Sul é um paraíso? Não o será, mas preferiria mil vezes que um filho meu crescesse lá do que no vizinho esfomeado, totalitário e dinástico.

    Na minha cabeça, é uma abominação total, um sinal de claro autismo, esta menção à Coreia do Norte. E um disparate falar da China a propósito de países que visam a construção duma sociedade socialista.
    Vá, por exemplo, pedir ao António Filipe histórias da visita dele à Coreia do Norte. Se depois aquilo ainda lhe parecer salutar, emigre para lá.

    Já agora, olhe que “módico” é adjectivo, não substantivo.

Os comentários estão fechados.