Hoje, vou dormir muito mais descansado

Um sinistro bando de amigos da propriedade intelectual alheia foi detectado num arrabalde mal frequentado (fica ao lado da SIC). Mas as forças que nos protegem não dormem. E foi vê-los de capuzes, de capacetes, de aríetes em riste, mergulhando sobre o covil dos facínoras como revoadas de ninjas benfazejos. Os criminosos pouco resistiram. Em segundos, foram algemados e metidos a correr no carro da polícia (descaracterizado, que é o que se impõe nestes casos bicudos). Acólitos do Bin Laden apanhados a dinamitar o santuário de Fátima não receberiam tratamento mais expedito. Os desgraçados piratas devem ter pensado que o Stallone se tinha evadido de um DVD marado e estava a exigir royalties em sangue de contrafactor portuga. Uma vez dominados os meliantes, os agentes da lei ainda encontraram e apreenderam um ameaçador arsenal de… duas armas de pressão de ar. Depois, imagino a recepção na esquadra: «Esta é pelo Johnny Depp! E pensaste na pobre Angelina Jolie? E os órfãos que ela podia ter adoptado se tem vendido mais uns DVDs? Toma lá mais esta, filho da mãe!»
As vagas de crimes, reais ou não, têm refluxos assim: o que faz falta é dar show ao povo. Mesmo que seja com espectáculos mais desfocados e mal amanhados do que um DVD comprado na feira de Trancoso.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 Responses to Hoje, vou dormir muito mais descansado

Os comentários estão fechados.