mnemosyne

“Fala-se hoje de um «renascimento» de Aby Warburg  para designar o interesse crescente pela sua obra e para reconhecer que ela terá finalmente chegado ao momento da sua legibilidade. Este «renascimento» não é motivado por um interesse arqueológico mas pela descoberta de que todo o trabalho de Warburg – as suas elaborações teóricas, as suas investigações historiográficas, a constituição de uma biblioteca que o ocupou a vida inteira – são um contributo importante para pensar a história da arte, isto é, tanto a disciplina assim chamada – nos seus métodos, nos seus pressupostos – como a própria historicidade das obras de arte. E, de maneira mais alargada, para pensar o vasto campo das «ciências da cultura».” 1

1-António Guerreiro e Mathias Bruhn (o Inglês é péssimo mas compreensível)

Warburg Institute

Desenho a carvão de João Decq, cousin, bro inesquecível, companheiro no estrangeiro, Papá há uma semana. Parabéns! Foi ele que me apresentou à obra de Warburg.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 Responses to mnemosyne

Os comentários estão fechados.