Dúvida poética

Li isto – “Perante a catástrofe iminente, aqueles mesmos que reclamavam, há poucos meses, menos Estado, mais privatizações, recorrem agora ao Estado, com total desfaçatez, isto é: ao dinheiro dos contribuintes. Privatizam-se os lucros e socializam-se os prejuízos – essa parece ser agora a regra.” (Mário Soares, “Diário de Notícias”, 23-09-2008) – e perguntei-me: Será que um dia, quando chegar à velhice, José Sócrates também vai dar em socialista? (Vendo bem as coisas, é uma hipótese laica de jogar a aposta de Pascal, e de preparar a alma para o big sleep que se avizinha – de borla, ainda para mais).

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to Dúvida poética

  1. maradona diz:

    Não se pode defender, simultaneamente, mais Estado e mais privatizações?

  2. Luis Moreira diz:

    Antes tarde que nunca.A questão é que quem está no governo não tem tanto poder como se julga. Aqui em Portugal há 5/6 grupos económicos,maçonaria,Opus Dei, sindicatos que condicionam a actividade do governo.Para não falar em tudo o que são corporações penduradas no aparelho de Estado.Uma limpeza seria bem vinda.

  3. A.Silva diz:

    Não é preciso ser socialista para olhar para o que se está a passar e tirar estas conclusões.

  4. joséjosé diz:

    O que prova que o melhor período para governar ” s/ grilhetas & CIA ” será por jovens até aos 30, ou por “mininos” a partir dos 65 anos…

Os comentários estão fechados.