Ladies and gentlemen, start your engines!

Agora, é a sério. Já não há mais running mates para escolher nem convenções para animar a malta. E o panorama actual surge como surpreendente para quem, de longe, tende a sonhar o triunfo final de Obama como uma inevitabilidade histórica. A última sondagem da Gallup atribui uma vantagem de 5% a McCain. Nenhuma outra dá, neste momento, a liderança a Obama.
Mais: confirma-se o efeito mobilizador de Palin, sobretudo no eleitorado republicano (menos em termos de género, que elas não são assim tão tontas). Hoje, Obama vê-se a braços com os efeitos de uma escolha obrigatoriamente previsível e “banal” para VP. Logo ele, o radioso arauto da mudança. Como escreveu há pouco o professor de marketing John Quelch, MacCain é um pesadão Ford P150 e Obama um ecológico e inovador Prius; mas agora o candidato republicano arranjou um rutilante Chevy Camaro encarnado para colocar ao lado do seu enfadonho monovolume na garagem – e os vizinhos estão a gostar.
Claro que esta subida de McCain pode ser ainda devida ao bounce da sua convenção. Mas certo é que os estrategas de Obama admitem que «the campaign’s key strategic imperative in the coming days is to counter the image of change agent that the McCain campaign has cultivated since it introduced the little-known Palin to the country as a maverick reformer from Alaska». E já trataram de ligar os motores ao seu Corvette, um clássico que ainda tem muitas milhas para dar: iremos ver mais vezes do que o previsto Hillary Clinton na estrada com Obama.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

28 Responses to Ladies and gentlemen, start your engines!

  1. Pingback: cinco dias » em jeito de crítica ao Luís Rainha e mais umas coisas

Os comentários estão fechados.