Por fim, o elo perdido!

Dois americanos anunciaram ter trancafiado numa arca congeladora um legítimo cadáver de Bigfoot. A horrenda criatura teria uma marcha quase erecta, alimentando-se sobretudo de líquidos, e demonstrava, garante quem sabe, rudimentares capacidades de expressão. Extremamente territorial e belicoso, a sua fisionomia primitiva espalhava o terror entre as supersticiosas populações do seu habitat. Cada aparição do mítico primata, por muito assustadora ou fugidia que fosse, atraía sempre a atenção de todos os media, carentes de notícias a sério e prontos a entreter-se com qualquer tema disparatado. A fotografia do monstro já anda a fazer furor pela internet – abstenham-se as almas mais sensíveis aos espectáculos aberrantes com que a mãe Natureza por vezes nos castiga.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 Responses to Por fim, o elo perdido!

Os comentários estão fechados.