A esperança também vem de fora

Pouco me interessa o futebol; e nada tenho contra o Porto. Mas a suspensão das provas europeias do FCP, a confirmar-se, parece ser mais um bom sinal para o Portugal do século XXI. Pode ser que esteja a finar-se o tempo da arrogância dos déspotas intocáveis, da malta que urra “mas você sabe quem eu sou?”, mal alguém ousa questionar os seus negócios e pequenos impérios. Valentim, Isaltino, Felgueiras, Ferreira Torres, Pinto da Costa. Nem meia dúzia de andorinhas basta para fazer a Primavera; mas pode ser que este país se abalance a livrar-se da tralha ainda mais daninha que por aí anda, em gabinetes ministeriais e outros corredores do poder. Espero que no futuro olhemos com estranheza para os dias em que deixávamos que pessoas como Alberto João mandassem no que quer que fosse.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

26 Responses to A esperança também vem de fora

  1. Para quem pouco se interessa por futebol, tenho que admitir que estás muito bem informado sobre o assunto.

  2. BellaMafia diz:

    O LR acabou de ter o verdadeiro “wishfull thinking” e conseguiu para além disso a proeza de misturar azeite com vinagre… sim senhor boa dissertação sobre, hmmm, nada de facto, apenas para do nada chegar à figura de Alberto João.

  3. Luis Rainha diz:

    D.ª Bella,
    Misturar azeite com vinagre não é feito por aí além. Experimente um dia temperar uma salada que logo verá que essas coisas são menos intimidantes do que à partida parecem.
    E não chame ao senhor Costa “nada”, senão ainda leva com os superdragões em cima…

  4. joséjosé diz:

    Luis: Os anos de vida ajudam – normalmente – a perder a ingenuidade…

  5. Luis Rainha diz:

    Eu já ando mais perto dos 50 do que doutra coisa e ainda tenho estes assomos de candura.

  6. MFerrer diz:

    Sinceramente acho que se devia fazer emigrar a governação do País. Isto não é contra o governo, entenda-se!
    Mas devíamos fazer emigrar por exemplo a administração da justiça – ela, pelos vistos, lá fora funciona – depois a Associação dos pescadores, dos médicos, dos Juizes, mesmo uma ASAE suiça deve ser bastante eficaz e sem ter de se justificar todos os dias, depois transferíamos a administração das Regiões Autónomas para quem desse mais, as Autarquias pelo mesmo método – o que se poupava em rotundas, podia-se gastar em educação!
    Aquilo que os jogadores e os treinadores da bola já fazem e bem…
    Digamos que se podia ir transferindo competências para quem as tem!
    MFerrer
    http://homem-ao-mar.blogspot.com

  7. Joao Cardoso diz:

    A aplicação retroactiva de uma norma regulamentar é sem dúvida um sinal. Chamar-lhe bom parece-me ligeiramente exagerado.
    Sabendo-se então que não foi aplicado à Juventus, é um sinal giríssimo.
    O país que se abalance, a UEFA deu-nos um brilhante exemplo…
    Eu a isto chamo provincianismo. Mas isso sou eu que até gosto de futebol. E não gosto de intocáveis, ejam Valentins, Albertos, Costas, ou mesmo italianos…

  8. urca diz:

    Para quem se interessa pouco por futebol compreende-se o chorrilho que conseguiu alinhar em meia dúzia de linhas. E por Estado de Direito, interessa-se? Conhece algum em que uma sanção se aplique com efeitos retroactivos? Que me lembre era assim nos tempos do procurador Vichinski.É isso que gostaria de ter cá. A Juventus (já agora, para quem não se interessa por futebol, clube dos magnatas da fiat) está exactamente na mesma situação jurídica do Porto, mas a Uefa aceitou a participação deles. É esse princípio da igualdade que lhe agrada?
    Sei que não se interessa por futebol, mas o que lhe vou dizer a seguir de certeza que sabe. Se o Porto não for à champions (de wishful thinking cada um toma o que quer) quem irá é o benfica que na liga portuguesa ficou a 20 pontos do porto. É este sistema desportivo que lhe agrada? Bom, mas para isso é fácil, é fazer retornar o antes 25 de Abril em que Benfica e Sporting ganhavam por decreto. Sei que para si é chato, mas esse tempo não volta. Faça um esforço e habitue-se, vão continuar a perder…

  9. Ricardo Santos Pinto diz:

    Então o meu comentário anterior não é publicado?

  10. albano diz:

    Não, o sistema que me agrada é o da fruta e do café com leite à descrição. Mas está-se sempre a aprender, mesmo com os italianos esses mafiosos…
    Assim sendo, já sabem, arautos defensores da “verdade de Pinto”, mandem uns quantos observadores a Itália para aprenderem com quem sabe.
    E sempre vos resta esta glóriazinha, é que agora já não há conversinhas por télélé…

  11. j diz:

    O meu Pai sempre me ensinou, desde cedo, que andar nas putas dá azar.
    Pena é que o clube é que se lixa, à conta de dois ou três que eu (bem) conheço, de há muitos anos.

  12. Luis Moreira diz:

    urca

    A UEFA está a prestar um grande serviço ao FCP.Está a mostrar que o PC já é mais do problema que da solução.Mesmo para o FCP!

    Porque será que correu este risco,não recorrendo?

  13. Ricardo Santos Pinto diz:

    Por que é que os meus comentários nao sao publicados? Censura?

  14. j diz:

    «Por que é que os meus comentários nao sao publicados? Censura?»

    E um meu também…!
    Será que foi por ter dito «que andar nas putas dá azar»
    Mas, olhe que é verdade, que das duas ou três vezes que lá andei (em 51 anos não está mal) bem me lixei.

  15. jorge diz:

    Esta coisa já andava para acontecer ao Porto há muito tempo. Há uns anos penso que foi Fergunson disse que o Porto “comprava campeonatos no supermercado”, lá fora já se sabia o que acontecia por cá. O Porto tinha a sentença lida e um dia isto tinha que lhe acontecer. Concordo contigo Luis, sei que nem ligas muito à bola, mas, este é sem dúvida um consolo para quem está farto destes chicos espertos. É bonito vê-los a berrar à porta dos tribunais, a reclamar nos telejornais e a lamentarem-se de que existe uma “cabala mundial” para os abater. Pois, que os “abatam”. Não fazem falta.

  16. filinto diz:

    O FC Porto não é o Porto, os déspotas não são apenas esses e os gabinetes do poder (não apenas do Estado, mas sobretudo) estão longe de estar limpos.

  17. Ricardo Santos Pinto diz:

    Vou tentar fazer outra vez o comentário, visto que o primeiro não foi publicado.
    Dizia eu antes que achava piada que o Luís Rainha não tivesse incluído naquele rol o nome do presidente do Benfica, o sr. Luís Filipe Vieira. Afinal, não foi ele que disse que queria era lugares na Liga de Clubes e não jogadores de futebol? Não foi ele que foi preso por roubar um camião? Não é ele que é acusado de coisas bem graves, bem brancas, que metia nos pneus dos veículos dos seus negócios? Não é ele que bate em pessoas que estão no Multibanco, em plena rua, como foi noticiado há alguns dias? Não é ele que foi apanhado numa escuta telefónica a escolher árbitros para um jogo do Benfica e, no final da conversa, a dizer que ia resolver o problema de outra maneira? (a sra. Maria José Morgado, a procuradora-maravilha, não achou isso relevante)
    Quem fala de Pinto da Costa e do FC Porto e esquece Luís Filipe Vieira e o Benfica, obviamente que não é sério.
    Corrupção no futebol português sempre existiu, e lembro que o primeiro árbitro irradiado foi Inocêncio Calabote, o tal que marcou 3 penalties a favor do Benfica no último jogo do Campeonato de 1959 e prolongou o jogo mais 20 minutos para ver se o Benfica chegava ao oitavo golo contra a CUF.
    Pena não haver nessa altura um sr. Ricardo Costa do Conselho de Disciplina ou uma sra. Maria José Morgado, que o Benfica teria descido de divisão e os seus dirigentes levados a tribunal. Mas é verdade que o Benfica era o clube do regime, sempre foi até ao 25 de Abril.
    Lembro-me também de uma final da Taça Benfica – Porto no início dos anos 80, em que o Benfica ganhou no Jamor à custa da arbitragem. Pois bem, no dia seguinte, lá ia o árbitro, Mário Luís se não me engano, como convidado de honra do Benfica numa digressão ao Oriente. Olha se fosse o Porto!
    Não me custa a acreditar que o FC do Porto tenha incorrido em corrupção várias vezes, embora tenha pena de o dizer. Em 2004, pelos vistos (uma parvoíce, para ganhar ao Amadora em casa!, logo num ano em que tínhamos o Mourinho como treinador e fomos Campeões da Europa), e provavelmente na primeira metade da década de 90.
    E é exactamente por reconhecer isto em relação ao meu clube que estou à vontade para falar dos outros. Alguém tem coragem de dizer que só o FC Porto compra árbitros e que o Benfica, por exemplo, nunca comprou? Volto a lembrar a primeira metade da década de 90 – aquilo foi uma vergonha, tanto o FC Porto como o Benfica fartaram-se de comprar árbitros. Lembro-me bem de um Famalicão – Benfica apitado por Veiga Trigo e de um FC Porto – Benfica arbitrado por Carlos Valente.
    Mais recentemente, lembro-me bem de um Campomaiorense – Porto arbitrado por Bruno Paixão; de um Benfica – Rio Ave para a Taça, arbitrado por Martins dos Santos e em que foram expulsos vários jogadores vilacondenses; e de um Benfica contra equipa inferior para a Taça, arbitrado por Bruno Paixão e no qual houve três penalties a favor do Benfica.
    Lembro-me ainda da forma como o Benfica comprou ao Estoril e ao árbitro Elmano Santos o único Campeonato que ganhou nos últimos 14 anos, no célebre jogo mudado para o Algarve.
    Portanto, meus amigos, se são benfiquistas e acusam o FC Porto de corrupção, émelhor olharem-se primeiro ao espelho. Não é por causa da corrupção que o FC Porto ganha Campeonatos, da mesma forma que não era pela corrupção que o Benfica ganhava Campeonatos antes do 25 de Abril.
    Para terminae, Luís Rainha, é óptimo que a UEFA, exactamente nas mesmas circunstâncias, permita que os clubes italianos joguem na Liga dos Campeões e proíba que um clube português o faça. É óptimo porque mostra a pequenez de Portugal na Europa. E o senhor fica contente.

  18. M. Abrantes diz:

    Eu não percebia nada de Justiça, antes do Apito Dourado. Mas agora sou quase mestre. Já sei que se pode punir alguém com base em escutas telefónicas (e eu que achava que era ilegal). Já sei, também, que se cometer um crime em 2010 posso ser punido com base num regulamento de 2012 (ainda bem que nunca fumei em cafés ou restaurantes … fosga-se!). Por fim aprendi que é ilegal oferecer putas a árbitros, mas já não tem mal nenhum encomendar árbitros por telefone para jogos da Taça. O curioso é que, apesar de tanta aprendizagem, fica-me a sensação de que a venda da justiça foi comida pela traça, a balança enferrujou com o tempo, e o manto da senhora caiu de podre, deixando à vista um bacamarte maior que o do mister 33.

  19. Nuno diz:

    As competições da UEFA não se regem pelos tribunais comuns, para infelicidade dos portugueses, pois assim já sabiam que não acontecia nada a ninguém! A UEFA simplesmente não querem por lá clubes que corrompem árbitros! Mais nada! Podem bradar bem alto acerca da retroactividade da lei, comparem com outras situações como seja praticar um crime em 2010 e ser punido por uma lei em 2012, apontem o dedo ao LFV e ao Benfica (q ganhou 2 campeonatos desde 94), que estarão a tapar o sol com a peneira!
    Quem faz um cesto faz um cento, este comportamento de receber árbitros em casa na vespera de jogos, de pagar prostitutas, jantares, viagens, dar dinheiro, etc.. é recorrente há 20 anos, ou alguém acha que aconteceu só uma vez!
    Eu estou com o comentador Jorge, estou farto destes chicos espertos à porta dos tribunais e nas TVs a clamarem inocência e que há uma cabala contra eles, os Valentins, Avelinos, Fátimas, Isaltinos, Costas, abatam-nos q não fazem cá falta nenhuma!

  20. M. Abrantes diz:

    [Nuno]

    As competições da UEFA não podem ser à margem da lei (senão eram … ilegais!). Nem as portuguesas. Isso é que era doce! A corrupção tem que ser provada, e existe neste momento um recurso. Quando afirma/pergunta “alguém acha que só aconteceu uma vez”, está a esquecer que as decisões de justiça não podem ser tomadas com base no que se acha, mas com base em factos.

    O Nuno tem o direito de ter a opinião que quiser. Eu tenho o direito de querer viver num continente e num país onde se respeita a lei. Não aceito que possíveis ilegalidades sejam punidas cometendo outras ilegalidades.

  21. Ricardo Santos Pinto diz:

    Nuno,
    Estamos exactamente na mesma. O sr. Luís Filipe Vieira foi ouvido em escutas telefónicas a escolher árbitros para um jogo do Benfica – acha isso normal? Ou só é anormal o que acontece com o FC do Porto? Ou acha que só o FC do Porto é que é corrupto e os outros clubes são todos uns santos?
    Quanto ao facto de a UEFA não querer por lá clubes corruptos, o que me diz do facto de ter aceitado a entrada dos clubes italianos nas competições europeias, numa situação exactamente igual à do FC do Porto?

  22. rui diz:

    … e juntem os defensores deles e encham o, por exemplo, Campo Pequeno. É uma hipótese para Otelo (SC) reeditar a história.

  23. Nuno diz:

    Caros R Santos Pinto e M Abrantes
    Expressei a minha opinião e vocês a vossa! É futebol e a irracionalidade, de todos incluindo a minha, está sp presente!

    As competições da UEFA tem um conjunto de regras próprias e se a UEFA não quer aceitar um clube praticou corrupção não há lei no mundo que os faça recuar. Há que dar o exemplo e nisso a UEFA tem mão pesada(lembram-se dos castigos pesadissimos aos jogadores portugueses no Euro 2000?). A UEFA não quer que se repita o caso italiano. Posto isto eu não afirmei que as competições eram à margem da lei e não sei de que lei fala o M Abrantes!

    Esta história não tem a ver com o LFV! Poderá haver uma escuta que tem e q refere, mas não é esta concerteza! E esse argumento é o mm q ser apanhado em excesso de velocidade pela BT e o que tem a dizer é que fulano e sicrano tb iam em excesso. Acha que se safa da multa?

    Aqui o principal facto é que um clube tentou viciar resultados (há 20 anos que o faz na minha opinião, em 03/04 foi apanhado!) e como tal tem de ser castigado. Por cá os donos da bola gozam com os adeptos de outros clubes ao retirar 6 pontos ao Porto, é ofensivo!
    Na UEFA passe a expressão “não papam grupos”.

    Cpmts

  24. Ricardo Santos Pinto diz:

    Caro Nuno,

    O futebol é irracional, mas apesar de seu ser mesmo muito portista, estou a ser racional. E pergunto-lhe:
    – acha bem que a UEFA tenha permitido às equipas italianas jogarem num caso exactamente igual ao do FC do Porto?

    Esquecendo agora o eventual afastamento do FC do Porto da Liga dos Campeões, pergunto-lhe:
    – acha que todos os 13 Campeonatos que o FC do Porto ganhou nos últimos 20 anos se deveram a corrupção? Ou foram só alguns?
    – acha que as 2 Taças dos Campeões Europeus, 2 Taças Intercontinentais, 1 Taça UEFA e 1 Supertaça Europeia (3 destes troféus nos anos do «Apito Dourado») ganhas pelo FC do Porto se deveram a corrupção?
    – acha que, durante estes 20 anos, algum dos 4 Campeonatos ganhos pelo Benfica se deveu a corrupção? E os 2 do Sporting no mesmo período? E o do Boavista?
    – acha que algum dos 30 Campeonatos ganho pelo Benfica ao longo da sua história se deveu a corrupção? Alguma vez na vida o Benfica recorreu à corrupção?
    – acha que devia ter acontecido alguma coisa ao Benfica pelo facto de o seu Presidente ter sido apanhado a escolher árbitros numa conversa com o Presidente da Liga? Ou era só ao FC do Porto que devia ter acontecido algo?
    – acha que a Justiça desportiva devia esperar pela Justiça civil? Se sim, o que aconteceria se a Justiça civil da procuradora-maravilha Maria José Morgado nada conseguisse provar?

    Para ser sincero, e para lhe mostrar que se pode ser racional mesmo em assuntos que nos apaixonam, não compreendo, no caso do «Apito Dourado», a diferença entre a corrupção tentada do FC do Porto e a corrupção consumada do Boavista.
    A descer de Divisão, teriam de descer os dois. Mas não podiam ir sozinhos, porque o Benfica não poderia ficar impune. Não acha?

    Saudações portistas.

  25. Nuno diz:

    Caro Ricardo, gabo-lhe a paciência embora ache que se afasta do principal – o porto foi condenado por corrupção e o árbitro do jogo foi na vespera a casa do pinto da costa! Isto é inaceitável!
    Ainda temos as escutas q sejam ou não aceites em tribunal elas existem e nós sabemos parte do que foi dito, ou seja sabemos das combinações pouco sérias que são feitas.

    Respondendo aos seus pontos.
    – Eu não acho justo é terem deixado as equipas italianas competir. Este regulamento foi feito para não acontecerem mais casos como os das equipas italianas. Logo acho justo o porto ficar de fora!
    – Não sei! Como quem faz um cesto faz um cento e como nem sp tiveram as melhores equipas, eu suspeito que em todos, quer tenham ganho ou não, incluiram expedientes destes.
    – Não acho. A corrupção a existir foi apenas dentro de muros.
    – Acho que todos tentaram ganhar com a mesma receita, mas com muito menos sucesso, pois o sistema foi montado e está dominado pelo porto.
    – Acho que o SLB era a equipa de um sistema menos evoluido em tempos idos (apesar de eu só conhecer o caso calabote e o benfica ter o factor Eusébio q ganhava campeonatos quase sozinho!) e o porto é agora a equipa do actual sistema.
    – Pedir ao presidente da liga este ou aquele árbitro manifesta uma preferência (q até nós adeptos temos, eu não quero o Augusto Durate a apitar o SLB por motivos óbvios), apesar de pouco ético, ingénuo e errado não é corrupção nem é uma visita a casa do árbitro! Todos tentaram a mesma receita, mas apenas o porto conseguiu ganhar dezenas de campeonatos.
    – Acho que a justiça desportiva deve ter regras próprias aceites à priori pelos competidores e deve actuar muito rapidamente e não esperar pela civil. Se a civil nada conseguir provar isso deve ser independente da justiça desportiva.
    Um bom exemplo são as escutas, podem não ser admitidas em tribunal civil, mas têm, a bem da verdade desportiva, de ser admitidas na justiça desportiva.
    Claro que teriam de descer os dois, embora não entenda a sua fixação pelo Benfica, que nada tem a ver com esta história!
    Cpmts

  26. Ricardo Santos Pinto diz:

    Caro Nuno,

    Depreendo das suas palavras que o Benfica ganhou mais de 30 Campeonatos porque tinha o Eusébio e o Porto ganhou mais de 20 porque os comprou.
    O Porto é corrupto porque o Presidente recebe o árbitro na véspera em sua casa, o Benfica é ingénuo porque o Presidente exige determinado árbitro para os seus jogos.
    Todos tentaram o expediente de comprar árbitros, mas só o Porto é que ganhou títulos. Não será porque foi melhor do que todos os outros? Ou acha que, neste Campeonato, por exemplo, o Porto acabou com 20 pontos de avanço porque comprou árbitros? O Sporting, o Guimarães e o Benfica (sim,por esta ordem, por mais que lhe custe) é que era melhores do que o Porto.
    Por lhe ter dito antes que até acho que o Porto comprou árbitros e devia descer de divisão, estou completamente à vontade. Mas para si, comprou árbitros, devia descer e não tenhum mérito em nenhum dos Campeonatos que ganhou.
    Era o mesmo que dizer que o Benfica ganhava os Campeonatos todos, dantes, porque era o clube protegido pelo regime. Porque nem os árbitros precisava de comprar.
    O senhor não é nada sectário!
    Por último, não diga que o Benfica não tem nada a ver com o assunto, porque foi uma denúncia escrita do Benfica que deu origem ao procedimento da UEFA. Uma equipa que, apesar de fazer parte do maior clube português, actualmente nem ao Guimarães consegue ganhar.
    Mas isso deve ser porque o Porto compra árbitros.

Os comentários estão fechados.