A inquietação ética

 O leitor dsm deixou um comentário no texto do João Galamba que aqui reproduzimos parcialmente (com a devida vénia):

Entretanto, a minha inquietação ética prende-se com o seguinte: lá porque um ministro decide fazer sessenta e tal mil fotocópias, é justo que o seu assessor passe a ser conhecido pela alcunha de “páginas por minuto” (ppm)?

Sem ofensa, obviamente.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

9 Responses to A inquietação ética

Os comentários estão fechados.