Nova democracia

Declarando à RTP, a propósito das muitas dezenas de milhar de professores que ontem desceram a Avenida, que aquilo que o convence “não é a força dos números, é a força da razão”, José Sócrates foi muito além de Augusto Santos Silva na defesa da Sr.ª ministra da Educação: com essa frase peregrina, ele fez história e fez teoria, pois libertou enfim a democracia da terrível tirania do número, que desde a Grécia antiga a perseguia e aprisionava. – Venham pois governar Portugal, Manuel Monteiro ou Garcia Pereira, mesmo se não tiverem o inútil número mas tiverem a clara razão; e se acaso não se entenderem sobre quem tem essa razão, por favor nada de números – resolvam a coisa à paulada.

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 Responses to Nova democracia

Os comentários estão fechados.