Passatempo dominical: Descubra as Diferenças

arrastao.jpg

Como já dizia Heráclito, a realidade às vezes tem o hábito de se esconder. Vejam as duas fotos de cima, à laia de exemplo. Um governo de cavalheiros bem compostos, de traje escuro, dedicados à causa pública, prontos para todos os sacrifícios em prol da Nação. Do outro lado, uma horda de criminosos, de pele escura, pilha uma praia pejada de cidadãos inocentes.

Meses depois, a polícia explicou-nos que o arrastão de Carcavelos foi pouco mais do que uma ilusão de óptica em espíritos assustadiços. Anos depois, começamos a conhecer melhor os “sacrifícios” de alguns daqueles senhores bem apessoados: de concursos públicos fechados à pressa a maratonas nocturnas de despachos, passando pela estranha “praga” dos sobreiros e amigos generosos com nomes tão exóticos como “Jacinto Leite Capelo Rego”.

Agora, caso esta informação do Público corresponda à tal arisca realidade, ficamos a saber em qual das duas fotos se preparava um verdadeiro arrastão: “Olha que o Telmo assinou aquilo!”, disse Portas. “Estamos a falar do Mário [Assis Ferreira]?”, questionou Abel Pinheiro. “Não. Do Mário sim. Da tua coisa.” Abel Pinheiro retorquiu: “Ah. Do meu caso. Já o tenho aqui na mão e foi um fantástico despacho.”

Já agora, o tal “Mário” é o administrador que ganhou, apostando nos cavalos certos, um Casino. Em Carcavelos, terão desaparecido apenas duas ou três carteiras. Mas continua a ser a malta da foto da direita que mete medo ao “Zé”. Até quando?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

23 Responses to Passatempo dominical: Descubra as Diferenças

  1. Pingback: cinco dias » Na fossa

Os comentários estão fechados.