A brincar, a brincar…

Tenho mesmo de agradecer à estimada Bomba pela sua perfeita ilustração da caricatura que deixei no post abaixo. Ao que parece, a senhora deixou de gostar de Barack Obama porque ele teria recebido educação islâmica (“tenham lá paciência, mas não dá”) e é o candidato de que Daniel Oliveira gosta (“um sinal de alarme evidente”).
Fazer uma escolha com base numa mentira (como até a Fox reconheceu) e num reflexo condicionado. Há graças reveladoras, lá isso há.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 Responses to A brincar, a brincar…

Os comentários estão fechados.