Teremos lá estado tempo de mais?

Um meu amigo algo cínico, que passou uma temporada em Timor, garantiu-me um dia que a única coisa em que os timorenses são realmente aplicados e eficientes é a matar-se uns aos outros.

Afinal, esse preconceito não se confirma: num duplo atentado contra Xanana e Ramos Horta, quem acaba por morrer mesmo é o chefe dos rebeldes.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to Teremos lá estado tempo de mais?

Os comentários estão fechados.