Como dar (mais) um tirito no pé

 bob-the-builder-by-suzanne-ozolins.jpg

Poderá ser coisa de somenos a assinatura de projectos alheios, algo que “toda a gente” sempre fez. Poderá nem trazer grande mal ao mundo, desde que acarrete a verificação de cálculos e projectos, antes da aposição do “carapau”.
Potencialmente grave já é a reacção de Sócrates, “assumindo”, indignado e tonitruante, a autoria de todos os trabalhos em questão. Aqui, a coisa deixa de ser a propósito de minudências pretéritas e passa a centrar-se no carácter actual do nosso primeiro-ministro, caso se confirme a participação em obras apócrifas. Mais uma vez, a tempestade vai sair do copo de água e ensopar-nos a paciência por semanas e semanas.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

9 Responses to Como dar (mais) um tirito no pé

Os comentários estão fechados.