Coincidências

A poucos dias da entrada em vigor da Lei da Memória que pretende reabilitar as vítimas da ditadura franquista, o Papa participou numa beatificação em massa de gente da Igreja Católica assassinada por indivíduos que combatiam ao lado da República. Dessa lista de mártires religiosos não constam, que eu tenha visto, muitos padres bascos (algumas centenas segundo o documentário “Morrer em Madrid”) que foram fuzilados pelos franquistas devido a se terem mantido leais ao regime legítimo de Espanha e aos direitos do povo basco. Trata-se, portanto, de uma beatificação política e não religiosa. Setenta anos depois dos nazis da Legião Condor terem arrasado a vila basca de Gernika, o alemão Ratzinguer vem dar uma “ajudinha” a um lado do conflito da memória.

Adenda: A partir do Esgravatar cheguei a este artigo sobre o assunto

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

50 Responses to Coincidências

  1. Pingback: Esgravatar » Blog Archive » Beatificação II

Os comentários estão fechados.