Pleonasticamente – ou preferem com acento?

Não há paciência. É redundante escrever sobre este tema. A reincidência é pleonástica. Mas enfim…
A falta de ocupação leva o português médio à concentração de esforços e atenções nos afazeres alheios. Que raramente escapam à crítica feroz e, naturalmente, negativa. O problema é que a negatividade, via de regra, acaba por envolver o autor e o produto das suas actividades.
Misoginia feminina, vinagre, vinagrete, caixas de comentários. Como dizia o Jorge Perestrelo, já que de desporto se fala por estes dias, «é disto que o meu povo gosta». Claro está que o finado comentador se referia ao futebol.

Sobre Marta Rebelo

QUINTA | Marta Rebelo
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to Pleonasticamente – ou preferem com acento?

Os comentários estão fechados.