Leituras de férias – a primeira sugestão

“J’aimais éperdument la comtesse de *** ; j’avais vingt ans, et j’étais ingénu ; elle me trompa ; je me fâchai ; elle me quitta. J’étais ingénu, je la regrettai ; j’avais vingt ans, elle me pardonna ; et comme j’avais vingt ans, que j’étais ingénu, toujours trompé, mais plus quitté, je me croyais l’amant le mieux aimé, partant le plus heureux des hommes. Elle était amie de T…, qui semblait avoir quelques projets sur ma personne, mais sans que sa dignité fût compromise. Comme on le verra, madame de T… avait des principes de décence, auxquels elle était scrupuleusement attachée.”

Para quem ainda ler francês, aqui fica uma primeira sugestão de leitura de férias e o link para o texto integral de um curto mas belíssimo conto do século XVIII intitulado “Point de lendemain”, de que as linhas acima constituem a famosa entrada. “Point de lendemain” – ou “Sem amanhã”, se quiserem – foi editado pela primeira vez, sem indicação de autor, em 1777, reeditado pouco depois numa versão pornográfica sob o sugestivo título “La nuit merveilleuse, ou le Nec plus ultra du plaisir” e de novo reeditado em 1812, já atribuído a Vivant Denon e numa versão modificada que constituíu o padrão das sucessivas reedições que conheceu ao longo dos séculos XIX e XX (o link permite acesso a ambas as versões). O texto é curto demais para se prestar a longas introduções: eu diria apenas que se trata de um conto ao mesmo tempo cheio de marcas do tempo e espantosamente moderno, muito elegante na forma como é escrito e nas atitudes dos personagens que descreve, psicologista na explicação dos seus gestos e, sobretudo, profundamente libertário do ponto de vista do julgamento que deles faz. Eu detesto ler textos longos em ecrãs de computador, mas ainda é sexta-feira, quem quiser ainda pode roubar algum papel e tinta ao patronato e imprimir o texto na impressora do trabalho. Boas férias.

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 Responses to Leituras de férias – a primeira sugestão

  1. Pingback: cinco dias » Honra às madalenas!

Os comentários estão fechados.