O filme da minha vida, parte IV e fim

Ainda sobre o Blow Up, em comentário, a.pacheco escreveu:

Vi de novo há pouco tempo o Blow Up, e pareceu-me muito datado….

Mas é precisamente esse o gozo, ou boa parte dele; fica finalmente dito o antes não dito mas que se calhar precisava de ser dito: o Blow Up é também, e muito, uma declaração de amor a Londres, e em particular à swinging London da segunda metade dos anos sessenta (e Londres merece-a, alguém tem dúvidas?).

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 Responses to O filme da minha vida, parte IV e fim

Os comentários estão fechados.