O MAL

muneco_sadam_husein_ahorcado.jpg

 Empresa dos Estados Unidos comercializa boneco de Saddam enforcado (El Pais)

Sobre o escândalo da filmagem e transmissão televisiva do enforcamento de Saddam, queria apenas dizer uma coisa: o escândalo não está no mensageiro.
Com a devida vénia, cá vai um excelente texto de Rui Bebiano sobre o assunto:

“A irritação crescente das actuais autoridades iraquianas, e a preocupação dos seus extremosos patronos, perante a gravação-pirata da execução de Saddam, provêm, essencialmente, do facto daquilo que se presumia ser o registo de um mero apagamento da história haver dado lugar a um manifesto contra o horror e a desrazão da pena capital. As autoridades chinesas também devem ter ficado um tanto ou quanto agastadas com o ruído à volta do tema. Resta saber se, nos assépticos corredores da morte das penitenciárias do lado de lá do Atlântico, as coisas também se passarão dessa forma tão branca, sedada e silenciosa que costumam descrever-nos.”

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to O MAL

Os comentários estão fechados.