Infiltrados

Já esta nas salas há umas semanas, porém só agora tive a oportunidade de assistir. Entre inimigos é um remake do Infernal Affairs de Hong Kong, é uma encomenda, mas é Scorsese como já não o víamos há algum tempo. Trata-se da história de dois polícias em Boston. Polícia bom e polícia mau. Billy Costigan (Leonardo DiCaprio) tem a espinhosa missão de ser um agente infiltrado na máfia irlandesa dessa cidade, dirigida por Frank Costello (Jack Nicholson). E nunca se adapta à duplicidade da sua vida. Sim, é filho de criminosos. Um “recuperado”. Mas acaba por estar mais preocupado com a sua própria sobrevivência do que com outra coisa qualquer.

entre-inimigos-4.jpg

E o filme beneficia dessa tensão. Colin Sullivan (Matt Damon) é um promissor polícia que responde à voz de Costello. E que faz malabarismos, confortavelmente, entre os dois meios em que se move. Totalmente opaco.

entre-inimigos-1.jpg

São dois homens resolutos e perspicazes, que cativam a mesma mulher, e balanceiam entre os mesmos mundos, com objectivos antagónicos. As toupeiras acabam, inevitavelmente, no jogo do gato e do rato. É uma corrida onde se espera para ver quem é o primeiro a abandonar o navio. No final, quase todos perdem a cabeça. Mas o espectador não.

Testemunha-se o regresso a alguns temas, como o filho órfão, o tribalismo étnico e as suas lealdades. Contudo, a suposta reflexão sobre a tangente entre o bem e o mal e a carta para uma leitura além da contagem de cadáveres – até porque as duas horas e meia demandam-na – ficam muito aquém.

entre-inimigos3.jpg

O punhado de actores talentosos – apenas Vera Farmiga, a psiquiatra enlevada por matadores e quase a necessitar de ir, ela própria, à consulta, desaponta -, o ritmo frenético e propulsivo, a violência sumária, o centro no conflito e nas personagens, tanto quanto os diálogos ágeis, fazem deste último trabalho do realizador um aliciante entretenimento. Jack Nicholson é um trunfo e os telemóveis são o acessório mais indispensável.

entre-inimigos2.jpg

E mesmo que a comparação seja injusta, Entre Inimigos não arrebata como Taxi Driver ou Toiro Enraivecido. E fica, longe, muito longe da atmosfera espessa do Cabo do Medo. Mas voa mais alto do que o Aviador. Felizmente.

Sobre Joana Amaral Dias

QUARTA | Joana Amaral Dias
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 Responses to Infiltrados

Os comentários estão fechados.