«Portugal tem das crianças mais pobres da Europa»

«Para os investigadores, a análise da pobreza e privação entre as crianças passa por factores como situação financeira, habitacional, alimentação, vestuário, educação, tempos livres, festas, amigos e viagens escolares. São consideradas crianças que sofrem de privação todas as que não tem acesso a duas ou mais das 14 variáveis de base.

Por exemplo: não ter acesso a três refeições por dia, uma delas com carne ou peixe; ter em casa livros educativos; praticar atividades como a natação; ter um espaço sossegado para fazer os trabalhos de casa; ter ligação à Internet; ter dinheiro para visitas de estudo»

Uma em cada quatro crianças portuguesas vive em condições de pobreza (estudo de Amélia Bastos, da Universidade Técnica de Lisboa)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.