A esquerda que se quer pequena e pura

Poucos dias depois de PCP+Verdes+BE lançarem esta iniciativa unitária, eis que surge o dirigismo sectário a reafirmar a linha justa de uma das partes. Curiosamente, esta “correntona” destila tanto ódio ao PCP que coloca o Daniel Oliveira – que escreveu isto sobre a saída do euro – na extrema esquerda do Bloco.
A ideia até deverá ter sido aplaudida pela maioria dos funcionários do partido, mas experimentem ir explicar isto ao trabalhador duma fábrica em layoff, aos recém licenciados que hoje partem para outro país à procura de trabalho e às suas famílias, aos desempregados na fila de um qualquer centro de emprego.
Vida e contacto com a realidade social deste país, é o que eu vos desejo.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 Responses to A esquerda que se quer pequena e pura

Os comentários estão fechados.