Votar no 5dias! (II)

dvd-rosa-luxemburgo-frete-gratis_MLB-F-2984647452_082012

Carlos, estás quase completamente enganado, mas nada como levar o debate, como o voto, até às urnas do Aventar. À excepção da evidência, que aqui ninguém reclamou, de que este blogue “não é nem oficial nem oficiosamente trotskista”, nenhuma conversa séria virá de dois dos cinco dirigentes que chamas a terreiro. A Estaline e a Mao devemos o enterro do projecto socialista, a degeneração do sonho revolucionário por várias gerações de lutadores e a traição das aspirações emancipatórias da classe. As credenciais que apresentam, quer do ponto de vista histórico quer na contemporaneidade, não abriram caminho, sendo que o destino onde chegaram ninguém, nem tu, o reclama. Como saberás também a história é madrasta, “repete-se, a primeira vez como tragédia, a segunda como farsa.” Hoje, como ontem, a tradição que reivindicas acabou seduzida pelo fogo fátuo da social-democracia radical e a errar, profundamente, o seu sentido de voto. Outros, infelizmente, rumaram para outras vias e passaram a professar a fé na multidão, dando-lhe muito pouco em troca. Outros ainda, deixaram-se ficar na mesma, aguardando, como os relógios parados, pelas duas vezes que acertam a hora a cada dia e, fiéis ao seu dogmatismo, agarraram-se à âncora que os leva ao fundo ao mesmo tempo que gritam: “vitória!”. O 5dias, espero, vai continuar a ser de tudo um pouco à esquerda das ilusões liquidatárias, e o convívio entre as diferentes tendências, no campo da resistência, superará as tentações expurgatórias, a desistência e a capitulação, mas terá sempre respeito pela divergência. A revolução que vem é portadora da experiência colectiva de todo o processo, de todas as experiências, e, para nosso mal – por razões diferentes é certo – de todos os dirigentes. Cabe a cada um de nós escolher quais os que mantemos na mesa de cabeceira do futuro.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

18 Responses to Votar no 5dias! (II)

  1. Pingback: Votar no 5dias! (III) | cinco dias

Os comentários estão fechados.