Despedir pessoas

Henrique Raposo pergunta, na sua coluna de opinião no Expresso, se o PCP vai despedir “pessoas” e Ricardo Campelo de Magalhães não hesita em vestir a saia de cheerleader transformando a interrogação de Raposo em facto e um texto de opinião em “notícia“.
É comovente a consideração que esta gente tem pelos funcionários do PCP e respectivas famílias, ainda que fosse muito bonito que a aplicassem às demais “pessoas” sempre que despedidas. Por outro lado, seria interessante que lançassem o mesmo ódio sempre que uma qualquer instituição financeira, como o sacrossanto BCP, é financiado pelo Estado e pela Segurança Social, que dizem ser insustentável (pudera!), para despedir.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 Responses to Despedir pessoas

Os comentários estão fechados.