A Europa e o PCP

Neste contexto, aqueles que nunca não se deixaram encantar por qualquer tipo de euforia europeísta vêem-se subitamente recompensados. O exemplo que hoje queria abordar é o do PCP. Tópicos que ontem eram referidos como testemunho de um suposto arcaísmo político daquele partido, como por exemplo o apelo à valorização da indústria nacional e dos chamados sectores produtivos, aparecem hoje, de modo mais ou menos discreto, na fala dos que ontem, na direita como na esquerda, caricaturavam o discurso comunista.

O Zé Neves, hoje no i

P.S. – acrescento o texto de Octávio Teixeira “Sair do euro é preciso

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

17 Responses to A Europa e o PCP

Os comentários estão fechados.