Manuel Pizarro foi dar um abraço à Casa da Música

Foto de Daniel Fortuna do Couto

Foto de Daniel Fortuna do Couto


Manuel Pizarro, candidato do PS à Câmara do Porto, foi ontem dar um abraço à Casa da Música – um protesto contra os apoios à instituição.
Manuel Pizarro, relembre-se, foi Secretário de Estado do último Governo de José Sócrates. O mesmo Governo que teve como Ministra da Cultura essa terrorista cultural e ambiental que dá pelo nome de Gabriela Canavilhas. O mesmo Governo que destruiu o irrepetível Vale do Tua e a sua centenária linha ferroviária em favor de uma Barragem inútil e de uma empresa privada que manda no país. O mesmo Governo que decidiu cortes cegos de 10% para todos os agentes culturais apoiados pelo Ministério.
O mesmo Ministério que decidiu criar, como primeira medida da sua titular, uma secção de Tauromaquia no Conselho Nacional de Cultura. O mesmo Ministério que andou a publicitar em vésperas de campanha eleitoral, e depois a apagar, o programa do PS. O mesmo Ministério que fez o que se sabe na Cinemateca e que, através da sua titular, anunciou o fim do Estado Social. Uma titular da Cultura que, relembre-se, teve o desplante de nomear um assessor já as eleições de 5 de Junho estavam marcadas.
Assobiando para o lado, convidando a entrar no abraço quem apenas assistia, posando para a fotografia com uma tremenda cara de pau, Manuel Pizarro apagou a memória e esteve ontem a defender a Casa da Música. Como se não tivesse nada a ver com a situação presente do país e com os desmandos na Cultura nos últimos anos. É preciso ter uma puta duma lata!

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 Responses to Manuel Pizarro foi dar um abraço à Casa da Música

Os comentários estão fechados.