Empresária galega marca encontro com os pobres para lhes atirar pão pela janela. Terei acordado no século errado? – “A caridade fingida do rico não é, nele, senão um luxo a mais: ele dá de comer aos pobres como aos cães e aos cavalos.” Jean-Jacques Rousseau

CA

Uma sugestão de dress code para Cristina de Andrés, caso prefira realizar a oferenda fora das portas do seu Palácio.

A tradição é antiga e porventura os mais insensatos pensavam que estaria remetida aos museus de arte antiga ou aos jardins onde proliferam os pombos. Não está. Uma empresária galega, de seu nome Cristina de Andrés, recupera este Natal parte do obscurantismo que se julgava enterrado onde jaz a corte de D Luís XIV, e marcou um encontro com os pobres para lhes atirar pão da varanda do seu palácio.

Louva-se a candura, mas deve alertar-se a Condessa para a falta de prudência. Desde logo porque num tempo onde a paciência e a gratidão não são virtudes que se reconheça aos pobres, um encontro marcado às portas do seu lar, mesmo que a partir da janela do palácio na Calle Urzaiz, nº10, 1ºEsquerdo, carece de alguma, vá, lucidez.

PalácioAlexandre O’Neill, que ontem comemoraria o seu 88º aniversário, não perderia a comenda e a ocasião para lembrar à Condessa, ao lado dos famélicos da terra, que chegará o dia em que os pobres não terão mais nada para comer, a não ser os ricos.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

20 Responses to Empresária galega marca encontro com os pobres para lhes atirar pão pela janela. Terei acordado no século errado? – “A caridade fingida do rico não é, nele, senão um luxo a mais: ele dá de comer aos pobres como aos cães e aos cavalos.” Jean-Jacques Rousseau

  1. Já que estamos numa de recuperar tradições setecentistas, aduza-se ainda uma outra: a guilhotina.

  2. Nós, pobres, devolvemos-lhe a eloquência das pedras.

  3. antónimo diz:

    “Olha que ideia mais boa para o meu Banco”, diz a outra.

  4. Ah, nada melhor que ir buscar ao baú a resposta de Voltaire a Jean Jacques Rousseau quando recebeu uma cópia do Social Contract. Para apimentar a vossa história.

    “I have received your new book against the human race, and thank you for it. Never was such a cleverness used in the design of making us all stupid. One longs, in reading your book, to walk on all fours. But as I have lost that habit for more than sixty years, I feel unhappily the impossibility of resuming it. Nor can I embark in search of the savages of Canada, because the maladies to which I am condemned render a European surgeon necessary to me; because war is going on in those regions; and because the example of our actions has made the savages nearly as bad as ourselves.”

    Felizmente que por cada Jean Jacques Rousseau deste mundo, surge um Voltaire para o anular.

  5. susana diz:

    Deben ponerse en contacto con ella como hemos hecho muchos y que en primera persona sepan que un medio de comunicacion provoco esta dessidia y odio hacia ella con un titulo y adjectivos que ella no expuso en ningun momento esta los temas en tramite judicial no se jueguen su credibilidad yo he hablado con ella y para nada es todo lo que se monto.

    • antónimo diz:

      com a nossa santa isabel jonet é igualinho. a senhora diz coisas e depois vemos que anda muita gente pela net que a conhece muito bem e que sabe perfeutamente que ela é uma boa senhora e que diz que o que ela disse era outra coisa pois conhecem-na muito bem e que ela nunca teria dito nada daquilo ou então que se expressou mal pois não tem o dom da palavra que o dom dela é outro ou então ainda que tem muita razão mas que escolheu uma muito má altura para o dizer que isto é tudo uma cambada de aldrabões e de chupistas e de gente mal-dizente que nunca fez bem a ninguém na vida que nunca deu uma esmola nem defendeu um pobrezinho e que gosta é de ver as pessoas em má situação que é para poderem continuar a dizer mal e porcamente que isto é uma malta vil e abjecta que devia ser toda posta a trabalhar bando de madraços que no outro tempo não se via nada disto que havia respeitinho e dantes é que era bonito que o faltava cá era um dos outros a cada esquina

  6. josé António Lopes diz:

    Falta de respeito pela dignidade das pessoas.Estes cérebros deviam ser doados à ciência para estudo.

  7. Daniel VD diz:

    Esta notícia é uma difamação que estão a fazer a esta humilde senhora.
    Tive a oportunidade de falar com ela e o que está aqui publicado está muito distante da realidade.
    É uma VERGONHA que haja Blogs que dizem ser “sérios” quando em realidade estão a ser bem piores do que os jornais, canais de radio e televisão poluidos de lixo ou politizados que normalmente costumamos criticar.

    Peço por favor retirarem esta notícia pois estão a criticar a quem faz o bem, e esquecer outras notícias muito mais importantes como é a situação na que a maioria dos políticos e gente corruta nos querem levar a todos. (Se calhar isto é obra deles)

    Os meus melhores desejos e votos para esta Senhora dos pés a cabeça

  8. ABOGADO PENALISTA EN VIGO diz:

    RUEGO ANTES DE QUE PROCEDAN A SEGUIR DIFUNDIENDO UNA CALUNNIA Y MENTIRA ASI COMO UN LINCHAMIENTO HACIA ESTA PERSONA Y EMPRESA SE INFORMEN BIEN DE LO QUE ESTA PASANDO EN VIGO CREO QUE ESTO VA A LLEGAR MUY LEJOS A NIVEL JURIDICO YA QUE NO SE PUEDE TOLERAR QUE UN MEDIO DE COMUNICACION COMO VIGOALMINUTO DIFUNDA UNA MENTIRA COMO UNOS ADJECTIVOS QUE ESTA MUJER NUNCA HA UTILIZADO DE ESTA MANERA MI CONSEJO QUE LA LLAMEN ASI LO HA HECHO MUCHA GENTE Y POR ELLO LUCHAREMOS PARA QUE SALGA TODA LA VERDAD A LA LUZ
    “”””””EN VEZ DE HACER CORRER UN LINCHAMIENTO “”””” AYUDADLA NO ESPEREMOS QUE HAGA COMO LA ENFERMERA DE LONDRES Y DESPUES SALGA TODO EL MUNDO ARREPINTIENDOSE.

  9. Rafael Ortega diz:

    Rematada estupidez da senhora.

  10. Vigues diz:

    La ignorancia es ATREVIDA. Siempre lo fue. Para hablar de algo hay que conocer. Aquel dicho de que no basta con oir campanas, hay que saber quién es el campanero. A muchas personas le falta conocer la dinámica de los medios de comunicación para saber qué se cuece en ellos y cómo. Si se tuviese esta experiencia, se entenderían muchas cosas. Destruir es muy fácil. Más dificil es lo contrario, construir. Esta señora está contribuyendo con su iniciativa de preocupación por los demás, a poner alegría en la ciudad. Y, sin embargo, no se le acepta. ¿Por qué? Yo he visto los videos de años anteriores y no hay nada reprochable, al contrario. Observen este: http://www.youtube.com/watch?v=WPczDOeRnTA
    Todo muy normal. Ni siquiera ella aparece. Protagonistas los Papá Noeles. Entonces ¿por qué se escandalizan algunos?

  11. Morcego diz:

    Outra coisa triste é ler os comentários dos meus patrícios, num blog português (ou nos galegos), na língua do ocupante.
    Já não bastava a asquerosa condessa espanholista…enfim..

  12. Prensa Veraz diz:

    A la directora de Vigoalminuto, Natalia Fernández Álvarez.

    Está corriendo por la red que el artículo que publicaron Ustedes con relación al Despacho Cristina de Andrés, apoyándose en el verbo ‘arrojar’ que contenía la nota de prensa y, que se publicó novelada como una noticia con acusaciones, tenía como único fin provocar un ataque de ira y un daño gravísimo a Cristina de Andrés.

    Las preguntas que se está haciendo todo el mundo, nos gustaría que nos las contestase:

    -¿Era una campaña de desprestigio que encubría intereses políticos?

    -¿Es verdad que su marido, Antonio, redactor de Vigoalminuto, es el cuñado díscolo del presidente del Puerto de Vigo?

    Con el mismo fervor con el que luchó por dañar la imagen de Cristina de Andrés, tenga el mismo arranque para contestar estas preguntas.

Os comentários estão fechados.