Apanhado

Desde o início que esta “notícia” cheira a esturro. Medina Carreira era “apanhado na rede” de um dos maiores casos de branqueamento de capitais que faz o seu percurso para que todos os envolvidos sejam ilibados. Ainda que me situe nas antípodas políticas de Carreira confesso que nunca acreditei neste título do Sol. Primeiro pela cirúrgica fuga de informação ter rapidamente chegado a este jornal e em segundo lugar porque me parece uma loucura que, um comentador tão moralista, possa ter pés de barro tão visíveis há tanto tempo.
Ao invés, a história que se trataria de um nome de código que identificaria outra pessoa ainda  parece mais estranha. Então o ministério público começa por fazer buscas, assim que houve o nome de alguém numa escuta? Cheira-me que esta história não ficará por aqui e que Relvas pairará por aí.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

1 Response to Apanhado

Os comentários estão fechados.