«O Brasil o que mais exporta…é prostitutas», Repita por favor?

Enviado pela minha colega e amiga Maria Augusta Tavares, que participou no livro Quem Paga o Estado Social em Portugal? e que, entre outras coisas, lembra neste que os imigrantes são contribuintes líquidos para a segurança social portuguesa. Uma resposta decente às inaceitáveis declarações do bastonário da ordem dos advogados.

«Ao afirmar que a imigração brasileira em Portugal é constituída maioritariamente por prostitutas o advogado revela preconceito e ignorância, características que não fazem jus ao povo civilizado de Portugal. O objectivo deste senso comum é manter a desconfiança da classe trabalhadora portuguesa face à classe trabalhadora imigrante e assim legitimar a  ilegalização pelo Estado («sem papéis») de um sector da força de trabalho – migrantes – que por isso passam a receber menos e assim a ser uma pressão para diminuição salarial de todos os trabalhadores  Aconselho o senhor advogado a consultar a literatura portuguesa acerca das imigrações, uma vez que esta oferece inúmeras investigações qualificadas. Dentre as publicações mais recentes, recomendo ler Sónia Pereira. (2 010). Trabalhadores de origem Africana em Portugal: impacto das novas vagas de imigração. Lisboa, Colibri. Segundo essa investigadora portuguesa, os trabalhadores brasileiros, no mercado de trabalho português, podem ser encontrados, principalmente na construção civil, no trabalho domestico, nas limpezas, na restauração e no comércio».

Maria Augusta Tavares, Professora universitária (Brasil), ex pós doutoranda do Grupo de Estudos do Trabalho do IHC- FCSH/UNL.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to «O Brasil o que mais exporta…é prostitutas», Repita por favor?

Os comentários estão fechados.