“QUEM TEM MEDO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS?” – O melhor vídeo do Ministério da Verdade

Alguns dos visados neste nesta síntese do Ministério da Verdade, artífices de todo o espectro parlamentar, caracterizam os movimentos sociais desta maneira: “desenquadrados (…) inorgânicos (…) descontrolados (…) desorganizados (…) intérpretes de actos de vandalismo (…) radicalismo (…) conflituosos (…) marginais”.

Quase dois anos depois do despertar que o 12 de Março de 2011 permitiu, depois de várias réplicas contra governos distintos, é evidente que já ficou claro o que teme a troika, o governo e a turba de austeritários, sendo que a maior certeza é que a razão do seu medo veio para ficar. Medina Carreira, Ângelo Correia, Miguel Sousa Tavares, sabem-no tão bem como Manuel Alegre, Arménio Carlos, Catarina Martins ou João Semedo.

Os deputados, como os comentadores de serviço, não são todos iguais, mas podiam, e deviam, ser substancialmente mais diferentes. Não só na crítica a quem não obedece à sua cadeia de comando e não age de acordo com o seu espectro luminoso, mas sobretudo nas propostas que apresentam para abrir novos caminhos.

Sem portar alternativa e limitados à crítica, a esquerda do costume vai continuar cúmplice do costume da alternância e o palco da concertação vai continuar a servir o banquete que o bloco central nem paga, nem agradece.

Ainda bem que o tempo é outro.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

27 Responses to “QUEM TEM MEDO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS?” – O melhor vídeo do Ministério da Verdade

Os comentários estão fechados.