Começar de Novo sem Desistir de Lutar

Tenho partilhado com o Rogério vários momentos de luta. Desde os tempos de estudante, em Coimbra, em que nos batíamos por um ensino gratuito na universidade e por um modelo alternativo de habitação colectiva nas repúblicas, até aos primeiros anos de trabalhador, em Lisboa, onde me habituei a contar com a sua energia para fazer frente à aspereza do precariado e à angústia do desemprego.

A história do Rogério, um dos heróis do 15 de Outubro de 2011, é uma história comum a muitos jovens que são forçados a deixar as suas profissões e se vêem obrigados ou a voltar à terra ou a emigrar. Este é um retrato de uma geração que não desiste de lutar, seja em cima do leão da Assembleia da República, com a polícia literalmente à perna, seja com a enxada na mão pronto a aprender tudo de novo.

O Rogério vai ser, seguramente, um bom agricultor, mas o sistema de ensino em geral e os seus alunos em particular estão a perder um professor de mão cheia, que além de ensinar os conteúdos que o Ministério define, conseguia ainda dar conta de outros aspectos da vida.

Por tudo isto não podia deixar de lhe mandar um grande abraço e fazer os votos para que, entre colheitas, o consiga voltar a abraçar, entre protestos.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

23 Responses to Começar de Novo sem Desistir de Lutar

Os comentários estão fechados.