Orçamento Sem Estado

Se “o Estado somos nós”, como disse Piero Calamandrei, o Orçamento que amanhã vai a votos até pode reunir a maioria da vontade dos deputados mas não tem o apoio da maioria que precisa para que efectivamente entre em vigor. O Orçamento poderá passar mas o governo cairá logo a seguir.

Cartaz via página de fb do MSE, num protesto no qual também participam a CGTP, o Sindicato dos Estivadores do Centro e Sul, a Confederação Nacional de Agricultores, vários movimentos sociais e para o qual o governo já pré-declarou nova suspensão dos direitos, liberdades e garantias dos manifestantes.
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 respostas a Orçamento Sem Estado

  1. JgMenos diz:

    Não tarde vem uma lei como em Espanha: nada de manifestações em frente à Assembleia.
    Já o Pinheiro de Azevedo se queixava dessa m…

  2. Dezperado diz:

    “O Orçamento poderá passar mas o governo cairá logo a seguir.”

    Uiiiiii…cheio de confiança….mas ha quanto tempo ouvimos que o governo vai cair?

    Anda a dar falsas esperanças aos camaradas!!!

    • Renato Teixeira diz:

      Vá, ide ver as datas Dezperado. Depois reformule a pergunta para uma versão um bocadinho mais inteligente e volte. Pode ser que assim lhe dê conversa.

      • De diz:

        Ahahah!
        Tudo dito.

        • Dezperado diz:

          ó Renato, tenho plena noção da realidade, sei que nunca conseguiria estar ao nivel da sua inteligencia!

          E um dia tenho que arranjar um bobby, como voce arranjou aqui no blog!!!

          • Renato Teixeira diz:

            O único latir que aqui ouço é o do bobby do Passos Coelho, que no adro, feito tolo, ladra contra o seu próprio eco, eufórico a achar que vem lá o resto da matilha.

  3. Trotskista diz:

    Finalmente, a CGTP junta-se um protesto convocado pelo MSE!

  4. Pingback: 12 pontos contra a mistificação e uma manifestação imprescindível | cinco dias

  5. Pingback: Procura-se povo indignado com o orçamento « Declínio e Queda

Os comentários estão fechados.