EUA, mapas e pobreza

Se olhares para uma mapa do mundo no qual a área do país é proporcional ao PIB, os EUA surge inchado que nem um balão.

Este outro mapa faz uma equivalência entre o PIB de cada um dos 50 estados e um país com correspondente PIB. A California destaca-se como tendo um dos PIBs mais altos dos EUA. Caso fosse um país independente seria o país com o 8º PIB.

Mas como sempre quando se fala em índices de riqueza de um país, há que ter em conta a distribuição dessa mesma riqueza. Nos EUA vivem 49.7 milhões de pessoas abaixo do limiar de pobreza (16.1%). Em 2006, era apenas (?!) 12.5%. A Califórnia, um dos estados com maior desigualdade, tem uma taxa de pobreza de 23.5%. O rendimento médio familiar tem vindo a cair, e neste momentos está (ajustado para inflacção) ao nível de 1995.

O Estado está a ajudar cada vez menos os desempregados e mais desfavorecidos. Em 2010, 2/3os dos desempregados recebiam subsídio de desemprego. Esse valor desceu para 54% em 2011, e situa-se este ano nos 45%.

Sobre André Levy

Sou bolseiro de pós-doutoramento em Biologia Evolutiva na Unidade de Investigação em Eco-Etologia do Instituto Superior de Psicologia Aplicada, em Lisboa
Este artigo foi publicado em André Levy, cinco dias, luta dos trabalhadores and tagged , . Bookmark the permalink.

3 Responses to EUA, mapas e pobreza

Os comentários estão fechados.