Da clareza*

* que tantas vezes nos faz falta.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

16 Responses to Da clareza*

  1. Rui F diz:

    Um pai espiritual deixa sempre órfãos

  2. Camarro diz:

    Quatro anos antes decidi juntar-me à JCP. Uma das primeiras iniciativas em que participei foi num Encontro Nacional do Ensino Secundário, em Almada, que contou com a presença do Álvaro. À hora de almoço, enquanto esperávamos pacientemente na fila da cantina da Escola Secundária (creio Fernão Mendes Pinto), apareceu o Álvaro também para almoçar. Insistimos que passasse à frente mas recusou peremptoriamente. Ali esteve, com a sua “mítica” bolsa preta, pacientemente, a aguardar a sua vez. Almoçámos juntos, por mero acaso, e o meu grupo esteve à conversa com ele como se nos conhecessemos há anos. Eu, calado que nem um rato… ouvindo. Para um miúdo de 16 anos há coisas que marcam. O Álvaro, entre muitas outras coisas, era isto…

  3. nêspera diz:

    Único. Incomparável. Excepcional.
    … E insubstituível!

  4. xatoo diz:

    “O Álvaro, entre muitas outras coisas, era isto…” claro, era um bom entertainer de massas, para as controlar, não fossem estas descambar para qualquer acção alheia à Ordem (democrática parlamentar) estabelecida. Para olharmos para o legado do nacional-alvarismo não é preciso mais que olharmos hoje para as acções da CGTP. Quer dizer, o paradigma pró-fascista vai descambando cada vez mais par a extrema direita… mas as que haveriam de ser as organizações dos trabalhadores permanecem estáticas

    • De diz:

      Um entertainer?
      Hum,acho que há aqui qualquer confusão com o dr Arnaldo Matos…Um lídimo representante da Ordem para impedir não o controlo das massas, mas sim que as massas rebentassem com os aliados objectivos do dito cujo.
      Outros tempos.Que só são aqui evocados porque a memória para alguns é curta. E sobra-lhes apenas alguns esgares perante a qualidade do adversário. Repito.Perante a enorme qualidade do adversário
      Sorry xatoo

    • Camarro diz:

      Long live to comrade xatoo!
      O grande educador do proletariado português!
      Guia-nos, ó grande líder!

    • Jorge diz:

      Um conjunto de patetices sem sentido e sem referir,criticar,contestar nada do que é dito na entrevista.

  5. Jorge diz:

    A inteligência , a cultura e a lucidez de Alvaro Cunhal
    A patetice adolescente de Clara Ferreira Alves que perdeu uma grande ocasião de fazer uma grande entrevista e de aprender qualquer coisa.

  6. Vasco diz:

    Grande Álvaro. A cada dia que passa fica mais claro a justeza do seu pensamento (ler, por exemplo, os três volumes já editados das Obras Escolhidas) e a validade do Partido que nos deixou, do qual foi o mais destacado construtor.

    Tristes dos que não têm referências destas.

  7. V CABRAL diz:

    A Clara parece um passarinho a ser abraçado por um monstro !
    Já em vida, era um Homem do outro mundo …

  8. JgMenos diz:

    Dá para ver que a senhora já é insuportável de impertinente há muito tempo…

Os comentários estão fechados.