O Cessar-Fogo Israelita

Gaza há dois dias e hoje, via Mohammed Suleman Khan e RT.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 Responses to O Cessar-Fogo Israelita

  1. Argala diz:

    Renato,

    A KIllary Clinton lá conseguiu convencer o Bibi. O Bibi tem muito mau-perder – tem uma azia desde as eleições americanas, e ainda tem que ganhar as suas em Janeiro.
    Em 8 dias de conflito, o Bibi pode ter comprometido a estratégia de aliança dos EUA e Irmandade Muçulmana, que começava agora a penetrar no Hamas e Jihad Islâmica. Aquilo que o Bibi quer fazer à bruta, a Killary Clinton quer fazer com calma e astúcia. As duas estratégias são imiscíveis.
    Não podem os EUA conseguir amaciar as lideranças do Hamas e Jihad Islâmica, passar-lhes a mão pelo pêlo, pedir-lhes que se portem bem em troca de estadia no Qatar e apoio do Morsi; e depois chega o brutamontes e desata à traulitada, obrigando as bases a reagir, a questionar a nova orientação, a perguntar: “Onde estão as armas? e os combatentes? Então vocemessês gastam triliões para derrubat o Assad, e para combater a entidade sionista não chega cá uma carabina?! Não fossem as armas iranianas e sírias, e estávamos bem tramados”. Saberemos a extensão dos danos causados pelo Bibi nos próximos dias, mas já temos algumas indicações dos problemas que esta operação levantou, basta ler as declarações do Secretário-Geral da Jihad Islâmica (http://www.almanar.com.lb/english/adetails.php?eid=74791&cid=23&fromval=1&frid=23&seccatid=23&s1=1).

    A resposta que os equilibristas Morsi (http://twitpic.com/bdpph2), Khaled Meshaal e que outros traidores terão que dar às bases, será qualquer coisa como: “Epá.. armas?! Epá.. isso agora já não vai ser necessário, já há um cessar-fogo e eles não se vão atrever a atacar outra vez porque nós não deixamos. Agora portem-se lá com juizínho e evitem disparar mais rockets”.

    Em jeito de conclusão, fiquem com as declarações de Sheikh al-Arour, figura de proa dessa gentalha que anda com bandeiras coloniais francesas na Síria: “if Hamas did indeed fire rockets on Israel then this is a huge mistake and even a betrayal of the Syrian people”. E estamos conversados.

  2. Argala diz:

    Texto do cessar-fogo:

    “Israel shall stop all hostilities in the Gaza Strip land sea and air, including incursions and targeting of individuals.
    All Palestinian factions shall stop all hostilities from the Gaza Strip against Israel, including rocket attacks and all attacks along the border.
    Opening the crossings and facilitating the movement of people and transfer of goods and refraining from restricting residents’ free movements and targeting residents in border areas. Procedures of implementation shall be dealt with after 24 hours from the start of the ceasefire.
    Other matters as may be requested shall be addressed.
    Implementation mechanism.
    Setting up the zero hour understanding to enter into effect.
    Egypt shall receive assurances from each party that the party commits to what was agreed upon.
    Each party shall commit itself not to perform any acts that would breach this understanding. In case of any observations, Egypt as a sponsor of this understanding, shall be informed to follow up.”

    Estrondosa derrota de Israel. Hamas e Jihad Islâmica dão conferência de imprensa conjunta onde agradecem o apoio militar do Irão (que Khaled Meshaal se esforçou por ignorar na última conferência de imprensa, onde falou sozinho). Confirma-se que foi a Jihad Islâmica a abater o F-16 .
    A entidade sionista não tem dissuasão militar suficiente para eliminar a resistência, e a menos que a Irmandade Muçulmana passe a controlar todos os movimentos em Gaza, a situação só tende a piorar.

  3. Argala diz:

    A Resist̻ncia preparou-se bem para a capitula̤̣o do Hamas, e ajudou a catapultar a Jihad Isl̢mica da Palestina РBrigadas Al-Quds (http://saraya.ps/), que vai comer toda a base de apoio do Hamas e vai enquadrar os mujahideen que querem continuar a luta armada pela liberta̤̣o da Palestina.
    Durante este conflito, as Brigadas Al-Quds abateram um F-16, usaram rockets kornet para abater um jeep militar do IDF junto a uma zona fronteiriça, lançaram 620 rockets a partir de Gaza (40% do total, entre mísseis Grad e Rockets Fajr-3 e Fajr-5), usaram também mísseis antinavio e hackearam 5000 telemóveis do IDF.
    A Jihad Islâmica mantem boas relações com o eixo Irão-Síria-Hezbollah, neste momento a sua base está no Irão. Até Julho a base esteve em Damasco, mas problemas de segurança levaram a que se mudasse para o Irão. Os grupos de salafistas da NATO com as bandeirolas coloniais francesas, já mataram na Síria um comandante do Hezbollah, e decapitaram outro das FPLP-CG (http://www.dailymotion.com/video/xv2jkc_yyyy-yyyy-yyyyyy-yyyyy-yyyy-yy-yyyy-yyyy-yyyyyyyyyyy-yyyyyyyyy-18_news#from=embediframeviewer discretion is advised).
    A aliança Irmandade Muçulana/NATO pode pura e simplesmente não produzir os efeitos pretendidos, e abrir espaço para um novo Hezbollah a sul de Israel. Assim seja!

  4. De diz:

    “Quando o cessar-fogo for quebrado, o que acontecerá inevitavelmente porque a continuação do bloqueio o garante, o megafone mediático mundial encarregar-se-á de ditar quem foi, ilibando o mediador egípcio e permitindo a Benjamin Netanyahu, se disso necessitar para fins eleitorais, o recomeço dos bombardeamentos, das execuções e também a invasão terrestre, que continua a estar operacional.”
    http://www.odiario.info/?p=2685

  5. Argala diz:

    FPLP-CG reivindicam a explosão no autocarro em Tel Aviv: http://youtu.be/aXHi2pm3bAM

Os comentários estão fechados.