Israel e cúmplices que não rompem relações: Profissionais da Barbárie

Entrevista com o historiador israelita ILAN PAPPE, onde fala sobre como o sionismo, de forma planeada, executou e continua a executar a limpeza étnica da Palestina: ocupação e roubo da terra e expulsão dos palestinianos. A perseguição que sofreu na Universidade. O mito da democracia israelita. As perspectivas para o futuro.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 Responses to Israel e cúmplices que não rompem relações: Profissionais da Barbárie

Os comentários estão fechados.