Os perigos estão em todo o lado

Compreendo as reservas que o Tiago vem levantando em relação à «composição» dos estivadores. E compreendo também que não seja fácil de aceitar alguma demarcação em relação à CGTP. Mas a verdade é que os perigos de contaminação desta luta por parte da extrema-direita não são exclusivos aos estivadores e todos conhecemos exemplos vários de tentativas (também elas várias) nesse sentido.

Eu não pretendo endeusar os estivadores nem a sua luta mas sei que estes e esta têm dado um forte contributo para o engrossar das fileiras dos que estão contra não só este Orçamento como todas estas políticas miserabilistas. E sei, também, que para os estivadores não será fácil aceitar todas as reservas que lhes vão surgindo, não só da parte da maior Central Sindical portuguesa como, também, dos partidos da esquerda parlamentar.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

14 Responses to Os perigos estão em todo o lado

Os comentários estão fechados.