Derrotar a troika é, também, derrotar o Partido Socialista.

“Quem denuncia, não renegocia; quem renegocia, não denuncia. Romper um contrato e discutir uma alteração dos termos desse contrato são movimentos mutuamente excludentes. Plain simple. Não há reformas revolucionárias nem revoluções reformistas: arrancar a árvore e podar os ramos são coisas diferentes e mutuamente excludentes.”

João Vilela, via facebook, a propósito de mais uma tentativa do Congresso Democrático das Alternativas recuperar o PS para lutar contra aquilo que votou e\ou de convencer quem luta contra a Troika a absolver o PS daquilo que sempre defendeu. Há que denunciar a renegociação, não renegociar o que se denúncia.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 Responses to Derrotar a troika é, também, derrotar o Partido Socialista.

Os comentários estão fechados.