Don´t fuck my job, fuck my unemployment!

O Ministro da Economia manteve a tradição do governo e fugiu dos estivadores que protestavam à porta do fórum “Âncora: o mar com os pés assentes na terra”. Em sentido contrário chamou os patrões para definir o que são serviços mínimos em matéria alfandegária. Em cima, à margem de um plenário do MSE, alguns estivadores explicam as razões que os levaram a romper com o silêncio e a mobilizar para todos os chamados unitários que visem os intérpretes das actuais políticas de austeridade.

Via PikaMiolos

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 Responses to Don´t fuck my job, fuck my unemployment!

Os comentários estão fechados.