A Greve Geral de 14 de Novembro “deverá ser” ibérica e trata-se de uma hipótese que a CGTP “não exclui”.

A notícia está a ser divulgada no Esquerda e na TSF mas sobre o assunto é preciso esperar pelo que a CGTP e o PCP têm para dizer. O silêncio, neste contexto, fala alto e não se percebe muito bem pelo que esperam.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

32 Responses to A Greve Geral de 14 de Novembro “deverá ser” ibérica e trata-se de uma hipótese que a CGTP “não exclui”.

  1. Tiago Mota Saraiva diz:

    Também deve ser o PCP a decretar a greve geral em Espanha?
    O que a CCOO decidir não conta. É na Soeiro que está o Liedson da revolução. Já agora, se nos estiverem a ler, que decidam também a greve geral mundial por tempo indeterminado.

    • Renato Teixeira diz:

      Basta decidirem o que já é possível, e necessário, ser decidido.

      • Ramon Mercader diz:

        A Rubra, a Rubra como grande força revolucionaria com grande ligação e influencia nas massas é que podia marcar já a grande greve ibérica….em vez deste “silencio” dos “burocratas”…

        • Renato Teixeira diz:

          Mas então diga-me lá, oh assassino de comunistas, acha bem ou mal a greve ibérica?

          • Ramon Mercader diz:

            Eu não sou assassino de comunistas, ganho a vida a organizar excursões de alpinismo.
            Cada povo marca a greve que entende como entende, quando e como as suas necessidades e possibilidades lhe convierem melhor. Se for geral e em simultâneo em vários países tal facto pode ser interessante, nem mais nem menos, mas tal não é por si só uma garantia de sucesso.
            O sucesso consegue-se no esclarecimento junto da população, no trabalho diario, numa acção continuada consequente e coerente.(coisas que uma revista que ninguém lê/conhece desconhece)

          • Renato Teixeira diz:

            Para uma revista que ninguém lê, o assassino de comunistas preocupa-se demasiado.

          • Carlos Carapeto diz:

            Assassino de comunistas. Que Comunistas ? Ex- qualquer coisa ainda vá que não vá.

            Saiu um livreco em Castelhano que desvenda mais algumas façanhas que esse títere tramou contra a revolução Bolchevique.

            Nada que não se soubesse já. Victor Serge em 1945 publicou as intrigas que ele ( o justiçado por Mercader) urdiu para dominar as cupulas do poder.

            Felizmente que houve alguém capaz de lhe travar o passo.

        • um anarca-ciclista diz:

          Ramon… acorda, sim? a URSS fi pó caralho graças aos teus chefes “comunistas”. Mas pronto… acho que ainda são capazes de precisar de ti na Coreia do Norte

          • Ramon Mercader diz:

            Ó anarco-ciclista, quando quiseres podes vir fazer alpinismo comigo pra RPC… Tinha todo o gosto nisso!

  2. JMJ diz:

    Se o “esquerda” a “TSF” o dizem, Renato…
    Estamos só à espera que tu decidas.

    É só em Portugal? ou é também em Espanha? e na Grécia? e no Mali? no Burnei? Suriname? Costa Rica? Canadá?

    E por quanto tempo? 1 dia? 2 dias? 1 semana? indeterminado?

    Tu Renato, que és quem está todos os dias junto dos trabalhadores em todos estes países é que sabes.

    Tu que tens a receita da revolução para a Bimby, diz-nos, OH MESTRE!!!

    Estamos à espera que indiques o caminho, Renato.

    • Renato Teixeira diz:

      O caminho está à vista de todos, como até o JMJ consegue perceber.

      • JMJ diz:

        Pois a triste realidade é que não sei.

        Como diz o comentário acima, só uma força com a capacidade de organização e ligação às massas como a Rubra tem, é que poderá afirmar com clareza o caminho que se deve seguir.

        É que aqui em casa estamos à espera que o Renato nos ilumine.

  3. Rocha diz:

    Sinceramente não percebo qual é a ideia do Renato?

    Tem problemas de ansiedade? Eu também. Sabe de algum remédio natural?

    O que é a CGTP e o PCP (esta do pcp então é mesmo armar-se em parvo) tem a ver com uma decisão dos sindicatos Comisiones Obreras e UGT espanhóis?

    Como se não bastasse serem de outro país, são amarelos, servis ao PSOE e ao grande capital e metem-me nojo. Sim metem-me nojo é um critério importante, por alguma razão o meu estômago e o do meu partido estão em sintonia.

    Aqui há coisa de uma semana um companheiro de Espanha veio aqui ao blog (um comentário a um post do Bruno) e apelou a uma Greve Geral ibérica mas coincidindo a Greve Geral marcada pela central anarco-sindicalista espanhola Confederação Geral do Trabalho (CGT) e a CGTP portuguesa. Já que a CGT espanhola já marcou a Greve Geral para 31 de Outubro sem esperar pelos amarelos.

    Isso sim seria uma convergência interessante. Prefiro convergências com sindicatos minoritários anarcas do que aqueles reaccionários dos amarelos.

    Mas o Renato deve achar que o PCP e o CGTP são uma espécie de provedores do cidadão para o sindicalismo mundial.

    Um pouco de bom senso. Se quer reclamar com os amarelos espanhóis escreva-lhes uma carta.

  4. tusa do mijo diz:

    acho que o meu nome diz tudo

  5. JEPE diz:

    Se a CCOO não marcou a greve geral em Espanha, porque quer o Bloco, a rubra, o renato vir marcar? Da vida deles sabem eles!

    A picareta vos espera, com amor!

  6. Rocha diz:

    Por falar em reclamações… e tal irmos todos reclamar hoje para a residência oficial do primeiro-ministro às 18 horas??

    Então há aqui tanto vanguardista e ninguém para fazer o primeiro protesto contra estas medidas do Gaspar?

  7. em “Espanha”?
    a espanha não existe… é uma criação concentracionário do Poder. O que existe na Ibéria são povos autónomos: da Galicia, Andaluzes, Bascos, Catalães, Portugueses, etc…
    quanto aos de Castela dos Bourbons, que se precatem, temos entre nós uma nova Padeira que dá pelo nome de Pilar del Rio

  8. Vasco diz:

    Segundo fonte segura, a Rubra – que tem, como disse a Raquel Varela «uma dúzia de doutores por extenso e a sério» – está prestes a declarar a greve geral ibérica, em parceria com o MAS, essa influente força política, que «exigiu» a marcação da greve geral pela CGTP (ai se não fossem eles que seria da luta de classes)… Pára tudo, portanto!!!

    Agora a sério: fazem alguma ideia do que é construir uma greve geral?…

    • JMJ diz:

      Claro que fazem, Vasco. Isso pergunta-se?

      Toda a gente sabe que as Greves Gerais se fazem escrevendo textos em revistas com «doutores por extenso».

      Já Marx dizia (tomo 2º, penso…)
      “(…) O avanço decisivo para o socialismo dependerá sempre do numero de «doutores por extenso» que escrevam numa revista que será lida pelos próprios. Só aí, munidas da sabedoria transcrita pelos «doutores por extenso e a sério», em redes sociais cibernéticas, as massas atingiram as condições objectivas e subjectivas para a Revolução (…)”.

      É mais ou menos isto, assim de cor…

      Já Lenine dizia:
      “Não tenho facebook”

      Estaline, sempre mais caustico:
      “isso é confundir o caralho com a torre dos bombeiros.”

  9. tiago diz:

    A CGTP certamente espera pela responda vinda do lado de lá. Isto de querer a unidade, mas decidir pelos outros só funciona em certos movimentos e o resultado, não percebendo que actuar assim é um erro, transformam o desejo de unidade em sectarismo a cada instante.

    mas não deixa de ser interessante que para um partido que não vale nada, o PCP tem um papel muito importante.

  10. Carlos Vidal diz:

    Eu penso que as CCOO e a CGTP não têm obrigação nenhuma de prestar contas ao meu amigo Renato. Se estão a negociar, é porque estão a negociar, se estão ambas sentadas à mesma mesa, estão, talvez estejam. E ambas saberão os seus tempos para divulgar o que entenderem. Que a greve deve ser ibérica, deve. Sinceramente Renato, não tens de exigir saber como estão a decorrer os encontros das duas centrais sindicais. Se alguma coisa decidirem, certamente não te comunicarão na véspera. Suponho que o farão muito antes.

    • Renato Teixeira diz:

      Eu não pedi nenhuma justificação Carlos. Expressei uma vontade que, como saberás, é desejo de muita gente do lado certo da força.

    • Rocha diz:

      Isto pode ser aparte da discussão, mas sempre que se põe as siglas CCOO e CGTP uma ao lado da outra dá me vómitos.

      Não sendo a CGTP perfeita porque ninguém é, misturar CCOO com CGTP é como misturar merda com ouro.

  11. RPM diz:

    É preciso esperar pelo que a CGTP e o PCP têm a dizer sobre agreve geral em Espanha? Ás vezes tanta cretinice incomoda. Seguramente que quer o PCP, quer a CGTP vão marcar a greve geral em Espanha, tal como se espera de qualquer força revolucionária. Assim como o BE e o MAS irão marcá-la em Marrocos. Sempre dá para fumarem umas brocas

  12. Pisca diz:

    Não tem a ver com a greve, mas espero ansiosamente 2 livros:

    1 РGreve Geral РFa̤a Voc̻ Mesmo
    2 – Revolução Mundial Para Tótós

    O Renato já reviu as provas ou ainda vamos esperar muito ?

  13. Vasco diz:

    Duas dúvidas importantíssimas: Andorra conta? Se sim, como se chama a central sindical?

  14. Bruno Carvalho diz:

    Às vezes devias pensar duas vezes antes de escrever a primeira coisa que te vem à cabeça? “O silêncio (…) fala alto e não se percebe muito bem pelo que esperam”? É preciso ser-se muito inteligente para saber-se que se espera pela decisão das centrais sindicais dos outros países e que sem essa decisão nada se sabe e nada se pode dizer porque nada há decidido? É assim tão difícil?

  15. um anarca-ciclista diz:

    É pá! tanto ódio destilado…
    deves tar a moer o juízo a muita gente, renato… muita gente mesmo…

Os comentários estão fechados.