Voltou como o homem que Cavaco devia designar para substituir Passos e acaba como bobo da corte

Que a medida é extremamente inteligente, acho que é. Que os empresários que se apresentaram contra a medida são completamente ignorantes, não passariam do primeiro ano do meu curso na faculdade, isso não tenham dúvidas

Aqui

Que o pateta diga patetices, parece normal. Que o pateta viva para lamber as botas do patrão, continua a parecer normal. Que o pateta seja pago por todos os que insulta é revoltante.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to Voltou como o homem que Cavaco devia designar para substituir Passos e acaba como bobo da corte

  1. JgMenos diz:

    É a economia…!
    Uma patetice feita de números e não de ideais.

    • De diz:

      Ora aqui vem um comentário a tentar atirar-nos com números para ver se pega.
      Os aldrabões ( e não só ) são assim.Pensam que a economia é uma ciência e tentam fazer manobras circenses a ver se pega.Com numerozinhos para tentar encandear o pagode.
      Os aldrabões ( e não só ) são assim.

      A propósito de um grande aldrabão acanalhado, de nome antónio borges, que também há quem o apresente como um bom “mestre de números”
      ” É um processo clássico de manipulação da opinião pública, que Philippe Breton, professor na Universidade de Paris-Sorbonne, no seu livro “A Palavra Manipulada” designa por “argumento de autoridade” Segundo este investigador, “este argumento baseia-se na confiança depositada numa autoridade em nome do principio de que não podemos verificar por nós próprios tudo quantos nos é apresentado” (2001:pág. 94). Tudo isto vem a propósito de António Borges, conselheiro do governo para as privatizações, bem pago com dinheiro dos contribuintes, que é simultaneamente também administrador da Jerónimo Martins. ”
      De Eugénio Rosa.
      Aqui:
      http://5dias.net/2012/09/30/a-ignorancia-de-antonio-borges/
      Há mais. Já lá iremos

  2. De diz:

    Eis a sombra tutelar do homem do FMI e da Goldman Sachs.
    O homem escolhido por passos coelho para as privatizações em todo o seu esplendor.E em todo o seu esplendor essa coisa inenarrável do FMI.E de coelho.
    Um revela o outro que por sua vez revela o seguinte.E ao revelarem-se desta forma mostram desta forma o que de facto são.
    Eis uma pequena face face visível da corja que nos governa.
    Sabemos o que devemos fazer com esta canalhada

  3. Nuno Cardoso da Silva diz:

    António Borges não é tecnicamente estúpido, nem ignorante, mas é um vendido. A estupidez das suas afirmações são o produto de ter perdido a cabeça face ao falhanço do seu plano para esmagar o trabalho em benefício do capital. Na arrogância própria da oligarquia, e com todo o sentimento de impunidade que lhes é próprio, nunca passou pela cabeça de António Borges que o povo ranhoso pudesse reagir e forçar o governo a recuar na medida ignóbil e estúpida da TSU. E que nisso tenha sido auxiliado pelos próprios empresários ainda o deixou mais louco de fúria. É claro que os empresários não condenaram a imbecilidade do Passos Coelho por perceberem a injustiça da medida, mas porque recearam, e bem, a reacção violenta que ela iria causar. O imbecil do António Borges é que achava que essa reacção podia e devia ser neutralizada pela polícia de choque ou até pelo exército. Trata-se de um louco furioso a quem esteja, talvez, destinado um tratamento especial…

  4. JgMenos diz:

    O homem só não tem razão em relação aos dependentes do mercado interno.
    Os empresários exportadores sempre apreciaram a desvalorização da moeda, e por boas razões; agora que lha servem pelo único modo possível dizem que não é bom?
    E dizem que o fazem por razões económicas? Ou são burros ou disfarçam o que deviam dizer: preferimos manter custos a ter instabilidade social e política – aí dava para entender que mantinham a atitude de sempre: adiar soluções para ir levando a vida à espera do subsídio…que desta vez não vai aparecer!!!!!

    • Nuno Cardoso da Silva diz:

      Baixar a TSU para as empresas em 5% significa diminuir os custos de produção em cerca de 1%. Estúpido e ignorante é quem acha que uma redução de 1% nos custos de produção tornam uma empresa não competitiva numa empresa que o é. E baixar os salários em 5% não tem quaisquer consequências no emprego, porque as empresas estão a funcionar bastante abaixo dos seus níveis de produção. Quem não percebe isto está a precisar de uma reciclagem em economia…

    • De diz:

      Jmenos defende o canalha do borges. E tem a suprema lata de dizer que o canalha até tem razão.
      Isto diz muito a respeito de tal personagem,porque de borges já foi quase tudo dito.
      Mas há algo mais que sobressai no comentário deste Menos a lembrar que os terroristas sociais que nos governam têm alguns que os seguem e lhes bebem a ideologia de extrema-direita:
      J Menos não quer adiar soluções.No século passado também houve um de bigode que não queria adiar soluções.Propôs até uma solução final.

  5. Camarro diz:

    Não sei se estas declarações não tiveram como objectivo desviar a atenção, sobretudo da comunicação social, da impressionante manifestação da CGTP…

Os comentários estão fechados.