Da falta de vergonha

“O presidente executivo do BPI deu como exemplo o seu banco, onde reduziu a remuneração variável desde 2008 em mais de 30 milhões de euros. “Para onde foi esse dinheiro?”, questionou, “ficou no banco claro, melhorou a vida do banco, se quiserem melhorou a vida dos acionistas”.”

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a Da falta de vergonha

  1. Caxineiro diz:

    Desculpe o off topic mas não podia deixar passar isto em branco. Reparem nesta declaração do presidente do Conselho de ÉTICA!!!, Miguel Oliveira da Silva (não tenho a certeza, mas parece ser um estudo pedido pelo ministro da saúde)
    “Vivemos numa sociedade em que, independentemente das restrições orçamentais, não é possível em termos de cuidados de saúde todos terem acesso a tudo. Será que mais dois meses de vida, independentemente dessa qualidade de vida, justifica uma terapêutica de 50 mil, 100 mil ou 200 mil euros?”
    São estes hipócritas contra a eutanásia e o aborto

    Se estas bestas não forem travadas a tempo, só nos resta pegar em armas

    • Caxineiro diz:

      disse off topic mas não é; é tudo uma questão de saber para onde deve ser canalizado o dinheiro
      Os ricos vão ao hospital privado, os pobres morrem, E com o dinheiro poupado com os pobres financia-se o privado
      E ainda há quem apoie estes filhos da puta!!!

  2. Edgar diz:

    Para os accionistas da banca “melhorarem a vida” prejudicou-se a de muitos milhões de portugueses.
    Neste ano de 2012, Portugal vai pagar de juros da dívida mais de 8.500 milhões de euros. Convém recordar que parte destes juros é dívida à banca, que se financiou no BCE a taxas baixas para depois nos emprestar a taxas mais elevadas.
    Um corte de 50% nestes 8.500 milhões colocaria, provavelmente, o défice perto do limite dos 3%, abaixo, portanto, dos 4,5% orçamentados para este ano e muito abixo dos 6% realizados.
    Tudo o que nos está a acontecer – a nós, aos espanhóis, aos gregos – não é por causa das dívidas ou dos défices. É porque esta UE e estes governos, são do capital financeiro, pelo capital financeiro, para o capital financeiro, com total desprezo dos povos e da sua soberania.

Os comentários estão fechados.