Há uma linha que separa a derrota da vitória

_______________________________________________

Howard Zinn, autor da História do Povo dos EUA, e inspirador de tantos os que o seguiram, fazendo a história dos debaixo, contava que tinha aprendido o que era o Estado quando levou porrada da polícia, num porto onde trabalhava como operário. E escreveu mais tarde, com a doçura que sempre o caracterizou: «Se querem quebrar a lei, façam-no com  2000 pessoas».  Os vídeos de Espanha não mostram a realidade – a realidade é que metade dos feridos são polícias. Divulgar vídeos de manifestantes a levar porrada da polícia é uma escolha editorial destes meios de comunicação, que obviamente, a coberto de denunciar o abuso policial, procuram amedontrar as pessoas. Se as redes de informação alternativa estão ao serviço da mudança crítica porque não fazer um vídeo de todas as vezes – verdadeiras – que a polícia leva porrada?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 respostas a Há uma linha que separa a derrota da vitória

  1. Laura Nadar diz:

    Mais uma vez, este post parece ocupar um espaço de ninguém. Nem será preciso procurar muitos vídeos para contradizer o que escreveu. Aliás, imediatamente a seguir ao fecho da emissão em directo do protesto do dia 25, o vídeo que o El Pais colocou em destaque mostrava tanta as cargas como os polícias a levarem porrada também. É preciso viver um bocadinho alienado da realidade para achar que em Espanha o povo não retalia e/ou ataca na proporção directa em que ameaça fazê-lo… Os media estão longe de terem o poder que aqui se lhes atribui.

  2. Mendes Lourenço diz:

    Raquel para quando uma tradução da História do Povo dos EUA de Howard Zinn.

  3. Mendes Lourenço diz:

    Raquel para quando uma tradução da História do Povo dos EUA de Howard Zinn.

  4. xico diz:

    sempre que me deparo com o trabalho do howard zinn, penso é na urgencia de uma historia do povo de portugal

  5. Alex diz:

    Concordo! enpowerment em vez desta vitimização, desta luta contra o impossivel!

Os comentários estão fechados.