A espécie de MANICURE do “BLASFÉMIAS” acaba de dizer: “Eu também quero o mesmo para os meus”

«Os jornalistas que acham naturalíssimo o uso de petardos em manifestações de esquerda devem estar disponíveis para estender esse amen às manifestações de extrema-direita e naturalmente aos estádios de futebol.»

É claro que este post do “Blasfémias” é estúpido e de mau gosto, para variar. Do Bairro Alto à Noruega a extrema-direita é uma máquina de matar. Disso não fala a manicure do “Blasfémias”. Pois o poder existe para carregar (literalmente) sobre a esquerda. E é o que tem feito.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

12 respostas a A espécie de MANICURE do “BLASFÉMIAS” acaba de dizer: “Eu também quero o mesmo para os meus”

  1. António diz:

    A chamada extrema direita pode ser uma máquina de matar, que ninguém apoia. Mesmo assim, isso não é capaz de ocultar o facto de que os petardos foram e são lançados por agentes da extrema esquerda, que o espaço público e privado é vandalizado por agentes da extrema esquerda, que agentes da extrema esquerda agridem e provocam policias e civis, e que todo este tipo de comportamento é recorrente e já habituou a população àquilo que a exterma esquerda cá deste canto é.

    Mas claro está, o que está a dar é escrever posts estúpidos e de mau gosto. E se a isso juntarmos a recusa de pensar então sai disto que se viu.

    • Zuruspa diz:

      Pois.
      A extrema-esquerda manda petardos, que só fazem barulho.
      A extrema-direita manda bombas, que matam pessoas.
      AH, é tudo igual!

      Para a Direita (toda) “a violência é toda igual”: para a Direita as pessoas säo uma mercadoria como outra qualquer, por isso destruir “coisas” (carros, vidros, caixotes do lixo) como faz a extrema-esquerda é a-b-so-lu-ta-ment-te igual a destruir “pessoas” (homens, mulheres, crianças) como faz a extrema-direita.

      • Rafael Ortega diz:

        “por isso destruir “coisas” (carros, vidros, caixotes do lixo) como faz a extrema-esquerda”

        Os gregos que morreram queimados pelos coktails molotov da extrema esquerda não contam…

      • Carlos Vidal diz:

        Caro Zuruspa, nem sei se o “Blasfémias” se referiu alguma vez a Breivik.

        • José diz:

          A extrema esquerda também não costuma referir-se às FP-25. A Stalin costuma referir-se, mas para mal de todos nós as referências são feitas em jeito de querer trazê-lo de volta para liderá-los de novo e trazer de novo as chacinas políticas.

          • Carlos Vidal diz:

            Já cá faltavam as FP25.
            Não as condeno nem aprovo.
            Uma época é uma época, um contexto é um contexto.
            Lutar contra revanchismos (regresso do fascismo) é algo que não passa pela cabeça de quem não o quer fazer, e muito complexo. Com erros e acertos.

  2. clara diz:

    Mas que importância tem essa senhora?
    Pelos vistos tem muita!!!
    Lá… no BLASFÉMIAS… mal abre a boca, são sete cães a um osso…
    Aqui… haja santa paciência!!!!

  3. Zuruspa diz:

    Pois.
    A extrema-esquerda manda petardos, que só fazem barulho.
    A extrema-direita manda bombas, que matam pessoas.
    AH, é tudo igual!

    Para a Direita (toda) “a violência é toda igual”: para a Direita as pessoas säo uma mercadoria como outra qualquer, por isso destruir “coisas” (carros, vidros, caixotes do lixo) como faz a extrema-esquerda é a-b-so-lu-ta-ment-te igual a destruir “pessoas” (homens, mulheres, crianças) como faz a extrema-direita.

    Ai säo “agentes da extrema esquerda que provocam policias e civis”? Nas últimas manifs provou-se que foram agentes… mas da Polícia!

  4. André diz:

    Sim, que na China só se matam bichos fofinhos, os Kmerr Rouge foram uma equipa de voleibol hippie, Stalin é um actor de filmes de porrada, cujo primeiro nome é Silvestre, e Cuba é uma simpática comunidade lisérgica perdida no Alentejo profundo. Na mesma linha, gulag é uma deliciosa sopa siberiana, Katyn uma obscura bailarina de cabaret russo e Stasi o nome da cadela do meu tio. Pravda d’honra que sim!

    • De diz:

      André?
      É aquele tolinho mentecapto que falava sobre as FP 25 ?
      http://5dias.net/2012/09/22/mais-um-motivo-para-sair-a-rua/#comments

      Sorry andré mas os bichos que adornam os filmes de porrada da sua predilecção e que retratam a sua personalidade lisérgica, que prefere uma sopinha às obscuras bailarinas dos seus sonhos mais recônditos ao serviço das cadelas do seu tio não nos interessam para nada.
      Lol.
      Sabe porquê , não sabe?
      É que o produto é por demais rançoso para poder ser tomado em conta

    • Carlos Carapeto diz:

      Consegue dizer se compreende alguma coisa daquilo que escreveu?

      “os Kmerr Rouge, Stalin , gulag, Katyn, Stasi”.

      Sabe quem foi que entrou em Phon Pen no dia 7 de Janeiro de 1979 para escorraçar Pol Pot do poder?
      E quem mostrou ao mundo os crimes praticados por esse tal regime Khmer Vermelho chefiado por Pol Pot e Yeng Sary?
      Sabe quem os continuou a apoiar e a financiar depois?
      Quem os segurou durante mais seis anos como representante do Camboja nas Nações Unidas?

      Se não sabe disso abstenha-se de largar bafuradas pestilentas tipo fossa septica.
      Leia Wilfred Burchett que foi um profundo conhecedor dessa situação e que acompanhou esse processo dramatico vivido por o povo Cambojano.

      Mostra ” saber bem” quem foi Estaline, mas não sabe quem foi Stolypin?
      A perturbação das mentes por a informação dominante só pode produzir ignorantes.

      Gulags? O que é Guatanamo, Bagram e outros ” paraísos ” identicos? Talvez considere resorts de luxo onde se podem passar umas férias tranquilas? Além do mais devia saber quem criou esses ditos Gulags.
      Se soubesse o que escreveu Bertrand Russel sobre a sorte que tiveram os participantes no movimento Dezembrista de 1825 contra o Czar, de certeza que não vinha para aqui trompicar os juizo aos outros com asnadas destas ( a palavra Sibéria era o suficiente para fazer gelar o sangue nas veias de qualquer revolucionário).

      Ingerir igorância associada ao ódio em doses excessivas resulta vomitar estupidez, que é o seu caso.

      Quanto a Katyn, pelos vistos só sai da cabeça dos alienados a golpes de camartelo.
      Não sabe que aquela folha solta encontrada dentro do processo atribuida a Béria autorizando a eliminação dos oficiais Polacos comprovou-se que era falsa, foi escrita com um tipo de máquina que não existia nessa época?
      Por outro lado as balas encontradas nas vitimas eram de pistola Valter (usadas por os Alemães) os Sovieticos usavam pistolas Makarov. Com isto (das balas) ainda tentaram inventar outra trapalhada, mas não resultou.

      Já foi tudo desmascarado. Só que persistem na mentira.
      Outro facto que arrasa essa falsidade, é saber por onde passaram os batalhões das tropas Polacas que participaram na invasão do sul de Itália. Donde vieram os militares Polacos que tomaram o monte Cassino?
      Perante todos estes factos os discipulos de Goebells ainda insistem em propalar essa mentira.

      STASI? Qual STASI? E a SAVAK era uma associação de caridade? A primeira ao pé desta era uma agremiação de beneméritos.
      E o Manual KUBARK ainda hoje em uso serve para ensinar os primeiros socorros?

      Vcs não têm restia de vergonha. Os crimes que os agentes do capitalismo praticaram ao longo dos tempos e continuam a praticar na atualidade, fazem daqueles que Vc acusam uns seres piedosos.

Os comentários estão fechados.